Desporto

CAF concede apoio aos representantes

Cada um dos cinco países representantes de África no Campeonato Mundial de Futebol de 2018, na Rússia, vai receber 500 mil dólares americanos, segundo o comité executivo da Confederação Africana de Futebol (CAF), soube-se de fonte da entidade no Cairo.

Selecção busca o melhor desempenho de sempre
Fotografia: Miqueias Machangongo | Edições Novembro


A CAF decidiu fazer esta oferta durante a sua reunião de 16 de Novembro de 2017, em Rabat (Marrocos).
Segundo a imprensa da CAF, esta oferta segue-se a uma decisão do seu Comité Executivo de criar um “comité ad hoc”, presidido pelo seu primeiro vice-presidente, Kwesi Nyantakyi, para conceder um apoio financeiro aos representantes africanos na Rússia, designadamente  Nigéria, Egipto, Senegal, Tunísia e Marrocos.
O comité composto por Kalusha Bwalya, membro do Comité Executivo da CAF, e dos presidentes das associações de futebol dos cinco países qualificados, reuniu-se em Moscovo, na Rússia, à margem do sorteio do Mundial de futebol ocorrido nesta sexta-feira. Durante a reunião, foi decidido que a CAF concederá uma subvenção financeira de 500 mil, a fim de reforçar e melhorar principalmente a supervisão técnica de cada equipa.
Além disso, a CAF fornecerá a cada representante africano equipamentos de marca “Fieldwiz”, um dispositivo tecnológico e um instrumento de avaliação do desempenho físico para os jogadores de desportos ao ar livre.
A Nigéria está no Grupo D, ao lado da Argentina, Islândia e Croácia, ao passo que o Senegal ficou no grupo H, onde perfilam Polónia, Colômbia e Japão. A Tunísia calhou no Grupo G com a Bélgica, Inglaterra e Panamá e Marrocos partilha o Grupo B com Espanha, Portugal e Irão.

Tempo

Multimédia