Desporto

Campeão derrota Marinha no início da defesa do título

Armindo Pereira

A equipa do Petro de Luanda começou a defesa do título da melhor maneira , ao derrotar o Desportivo da Marinha, por 95-77, ontem, no Pavilhão Gimnodesportivo da Cidadela, em desafio referente à primeira jornada, da 42ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol.

Marinheiros tentaram complicar tricolores, mas claudicaram na segunda
Fotografia: Agostinho Narciso | Edições Novembro

Muito cedo os petrolíferos deixaram clara a intenção de garantir os dois pontos em disputa, com Childe Dundão, Carlos Morais, Leonel Paulo, Benvindo Quimnamba e Jone Pedro, que fizeram parte no cinco inicial, a explorarem os erros de marcação, para visar o cesto contrário.
Uma das características do técnico dos marinheiros, Manuel Sousa “Negas”, é substituir qualquer jogador que não cumpra os desígnios tácticos, sem levar muito em conta o tempo de jogo. Essa postura permitiu ao timoneiro usar um número considerável de jogadores.
A equipa teve dificuldades para transpor a defesa à zona. Passou a tomar decisões precipitadas e a situação traduziu-se em sucessivas perdas de bolas. À medida que as substituições eram feitas, o conjunto conseguia acertar nas marcações individuais, e fazer uma abordagem diferente, chegando a igualar o desafio a 12 pontos.
A reacção dos marinheiros parecia não importunar os jogadores tricolores, pelo semblante demonstrado pelo técnico Lazare Adingono. Aparentemente sereno e sentado no banco de suplentes , levantava-se apenas para fazer as substituições que se impunham.
O resultado (15-14), no final do quarto inaugural, traduzia o equilíbrio patenteado. No período seguinte a toada não foi diferente. Apesar da paridade, Negas pedia mais agressividade defensiva aos pupilos. Ao intervalo os petrolíferos voltaram a sair em vantagem (40-35).
O quarteto de jogadores mais experientes dos campeões nacionais, composto por Carlos Morais, Valdelício Joaquim “Vander”, Olímpio Cipriano e Leonel Paulo, fez a diferença nos períodos seguintes e garantiu a vitória do Petro, por 95-77.
Nas outras partidas do dia, o ASA recebeu o 1º de Agosto e perdeu, por 75-110, no Dream Space, no desafio de destaque da ronda.
O Interclube levou a melhor, por 87-65, sobre o Vila Clotilde, ao passo que a Lusíada triunfou, por 104-81, sobre o Desportivo Kwanza. Hoje o calendário reserva as seguintes partidas: Desportivo Kwanza-Petro, Marinha-Vila, 1º de Agosto-Luisíada e Interclube-ASA.

Tempo

Multimédia