Desporto

Campeão cai no jogo de estreia e Brasil empata

A qualificação foi fantástica, os amigáveis deixaram água na boca, mas o primeiro jogo do Mundial não correu da melhor maneira ao Brasil. Empate a uma bola diante da Suíça, num jogo com um ritmo muito lento e em que as principais individualidades não apareceram.

Fotografia: DR

Um empate que acaba por ser positivo para a formação suíça que conseguiu controlar a partida, mesmo depois de sofrer um golo no primeiro tempo, e que anulou Neymar por completo.
A estreia do Brasil no Mundial era das mais aguardadas, pela espectacularidade que os brasileiros põem no jogo, pela fase de qualificação irrepreensível, pelas individualidades e porque há Neymar. O resultado não foi satisfatório para os adeptos brasileiros e o futebol esteve longe de ser o desejado.
Foi um Brasil muito mais controlador do que o de Mundiais anteriores, sem grande exuberância mas com consistência. Sem grandes acelerações, os canarinhos controlaram uma equipa suíça que também nunca procurou o descontrolo. Ritmo baixo, poucas faltas, intensidade reduzida e os craques escondidos na estratégia de jogo. A espaços eles apareciam, para fazer umas fintas, criar alguns desequilíbrios, algo que não foi muito procurado na primeira parte. />O golaço de Coutinho foi o momento raro de uma partida propícia a distracções. O Brasil já tinha aparecido perto da baliza de Sommer, também numa jogada na esquerda onde Neymar e Coutinho combinaram e Paulinho apareceu a finalizar. Pouco, ainda assim, para provocar aquele despertar que, mais tarde, a banana no remate de Coutinho provocou.
No reatamento os suíços entraram com agressividade e foram à procura do empate. Novas ideias que se traduziram em golo no espaço de apenas cinco minutos. Na sequência de um pontapé de canto, Zuber levou a melhor sobre Miranda e igualou o encontro. O suíço parece ter cometido falta antes de cabecear, mas o árbitro não entendeu dessa forma e o encontro podia, finalmente, ter um novo guião... só que não teve.
O Brasil foi à procura do triunfo e tentou subir o ritmo de jogo, mas as suas principais figuras estavam a ter dificuldades em aparecer e quando apareciam não o faziam da melhor forma.

Tempo

Multimédia