Desporto

Campeões saem do topo na Conferência Oeste

Armindo Pereira

Os Golden State Warriors, campeões em título da Liga Norte-americana de Basquetebol (NBA), perderam a liderança da Conferência Oeste, depois da derrota fora de portas, diante do sexto classificado, Portland Trail Blazers por, 117-123, desaire que não periga a presença da equipa orientada por Steve Kerr nos "play-off".

 

Bom desempenho dos jogadores dos Portland Trail Blazers condicionou a acção dos Golden
Fotografia: Sam Forencich | AFP

A inspiração do extremo Kevin Durant, MVP da jornada, com 50 pontos, foi insuficiente para travar os Blazers, que com a vitória subiram duas posições, aumentando o seu saldo para 32 vitórias em 58 partidas.

Os Warriors têm as mesmas 44 vitórias dos Rockets, que somam uma derrota a menos (13). A equipa de James Harden “Barbas” lidera a conferência, apesar de ter uma média de pontos por jogo abaixo do seu principal opositor (114.1-115.8), mas leva já dez vitórias consecutivas.

Na luta pelos oito lugares que garantem a presença nos “play-ff”, a formação do San Antonio Spurs surge no terceiro posto, com 35 vitórias e 25 derrotas. Seguem-se o Minnesota Timberwolves, Oklahoma City Thunder, Portland Trail Blazers, Denver Nuggets e New Orleans Pelicans.

Os Los Angeles Lakers, equipa que já fez furor na NBA, está na 11ª posição da conferência, com apenas 23 vitórias e uma cifra de 33 derrotas. Na Conferência Este, os vice-compões Cleveland Cavaliers, terceiros classificados, aos poucos têm procurado sacudir a crise de resultados. Na última jornada, com o triunfo por 120-112 sobre o Oklahoma City Thunder, tornaram-se na primeira equipa da história da NBA a marcarem 120 ou mais pontos em quatro jogos consecutivos.

A conferência tem à testa os Toronto Raptors, com o registo de 41 vitórias, 16 derrotas e uma média de 111,9 pontos por jogo, seguidos pelo Boston Celtics, 40 triunfos e 19 desaires. Estão igualmente dentro da zona de qualificação o Whashington Wizards, Milawaukee Bucks, Indiana Pacers, Philadelphia 76ers e Miami Heat.

Entre as equipas que ain-da perseguem “um lugar ao sol” encontra-se os Chicago Bulls, onde actuou o lendário Michael Jordan, na 12ª posição com 37 derrotas averbadas. No ano passado a equipa conseguiu a qualificação para os play-off, mas acabou afastada pelo Boston Celtics.   

 

LeBron e Curry  

Neste final de semana vai ser de festa e celebração, entre as grandes estrelas. O "All-Star Game 2018" promete levar ao rubro a costa Oeste dos Estados Unidos, com momentos de entretenimento e lances de efeito. 

Por terem sido os mais votados pelos adeptos da NBA, LeBron James e Stephen Curry tiveram direito a escolher quais os colegas de equipa nesse jogo, dentro de um leque de atletas pré-seleccionados igualmente pelos adeptos.

Destaque para o reencontro de LeBron James com Kyrie Irving, antigos colegas nos Cleveland Cavaliers. O "King" vai ainda jogar ao lado de Kevin Durant, uma das estrelas dos Golden State Warriors, que bateram os Cavs na final da época transacta, conquistando o título.

Já Stephen Curry estará acompanhado de James Harden e do grego Giannis Antetokounmpo, estrela em ascensão na NBA. Este All Star Game fica marcado pelo facto de ter sido antecedido pelo primeiro “draft” da história do evento. Equipa LeBron James: Kyrie Irving, Kevin Durant, Anthony Davis, DeMarcus Cousins, Russell Westbrook, Kevin Love, John Wall, Bradley Beal, LaMarcus Aldridge, Victor Oladipo e Kristaps Porzingis. Na de Stephen Curry estão James Harden, Giannis Antetokounmpo, Klay Thompson, Draymond Green, Joel Embiid, DeMar DeRozan, Jimmy Butler, Karl-Anthony Towns, Kyle Lowry, Damian Lillard e Al Horford. O All Star Game da NBA realiza-se domingo, em Los Angeles.


Tempo

Multimédia