Desporto

Campeonato regista ausência de atletas de quatro províncias

António Cristóvão

Os corredores de Cabinda, Cunene, Lunda-Norte e Lunda-Sul ficam fora da disputa da 20ª edição do Campeonato Nacional de Atletismo, para pessoas com deficiência, em ambos os sexos, que inicia amanhã, às 8h30, no Estádio Municipal dos Coqueiros, em Luanda, por vários motivos adiantados ontem, ao Jornal de Angola, pelo director técnico do Comité Paralímpico Angolano (CPA).

Lançadores vão procurar melhorar marcas individuais
Fotografia: M. Machangongo | Edições Novembro

“Zeman” Manuel relatou que algumas das razões são o defeito de comunicação, falta de apoios dos governos provinciais, para a transportação dos atletas, e o desinteresse das associações.
Para o campeonato estão confirmados 14 províncias. Hoje está prevista a chegada da maioria das delegações, onde sobressai a do Huambo, composta por 37 integrantes, entre atletas e técnicos. A comitiva do Moxico deve chegar amanhã de manhã.
Completam a lista dos participantes, Malanje (20), Bié (15), Namibe (13), Cuanza-Norte (12), Benguela (10), Huíla (9), Bengo (8), Cuanza-Sul (8), Moxico (5), Cuando Cubango (4), Uíge (4) e Zaire (3). As comitivas ficam alojadas no Centro Regional Profissional de Reabilitação Física “António Agostinho Neto”, no município de Viana.
Luanda, província anfitriã e principal candidata na luta pelos lugares cimeiros, vai estar representada por 25 atletas. Hoje, às 17h00, realiza-se a reunião técnica do campeonato entre o coordenador da prova, José Manuel “Zeman”, e os treinadores das equipas, nas instalações do Comité Paralímpico Angolano (CPA).
O campeonato começa amanhã e encerra sábado, às 12h30. Aguarda-se a presença de 230 atletas. Vão ser disputadas provas de velocidade (100, 200 e 400 metros), meio fundo (800, 1500, 3000 e 5000 metros), concursos de lançamento de peso (dardo e disco) e saltos (em comprimento).

Tempo

Multimédia