Desporto

Candidatos medem forças nos Nacionais

O Petro de Luanda recebe hoje, as 18h45, no pavilhão da Cidadela, o 1.º de Agosto, na partida de cartaz da sexta jornada do Campeonato Nacional de Andebol em seniores femininos. Os números obtidos do percurso das duas formações dão claro favoritismo às militares, actuais detentoras do título e líderes da fase preliminar da prova.

Militares e tricolores decidem comando da prova
Fotografia: Paulo Mulaza | Edições Novembro

À saída da quarta jornada, as pupilas do dinamarquês Morten Soubak tinham mais 23 golos marcados e menos oito sofridos do que as suas oponentes de mais logo. Nos primeiros quatro jogos da prova o 1.º de Agosto marcou 125 vezes e consentiu  apenas sessenta golos, enquanto o Petro, em igual número de partidas, diante dos mesmos oponentes, totalizou 102 tentos marcados e 68 sofridos. Tal como aconteceu na etapa final do Provincial de Luanda, as campeãs nacionais apresentam-se com as rotinas de jogo bem afinadas, tanto no ataque como na defesa. Por seu turno, as petrolíferas assentam o seu jogo no rendimento do quarteto formado pelas meia-distâncias Magda Cazanga, Vilma Nenganga e Aznaide Carlos, bem como a guarda-redes Teresa Almeida “Bá”. Até ao momento, a formação petrolífera mostrou-se menos consistente na defesa e com menor eficácia na finalização, comparativamente à sua principal oponente.
Apesar de não ser decisivo para a questão do título, o jogo de mais logo deve determinar a classificação final da primeira fase da prova.ASA e CPPL, abrem a jornada, as 11h45, num jogo cujo resultado pode permitir às lobitangas galgar um degrau na classificação, no confronto directo com a Marinha, pelos lugares de acesso às meias-finais. Para o ASA, o jogo pode representar a conquista dos primeiros pontos. Marinha e Progresso Sambizanga travam outro duelo de acesso à fase final da prova.
Em masculinos, o Interclube defronta as organizações Joyce de Cabinda, e o Petro a Marinha.

Tempo

Multimédia