Desporto

Carlos Alves melhor marcador de sempre

Job Franco

O Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, “Girabola” teve 40 “reis dos marcadores”, durante quatro décadas, com realce para Carlos Alves, na altura ao serviço do 1º de Agosto, que detém o recorde de golos marcados, 29, numa só época, em 1980.

O melhor marcador da última edição, Mabululu, também do conjunto do Rio Seco, apontou 14 golos, muito aquém do registo do “rei” dos melhores marcadores da história do “Girabola”, o ex-avançado Carlos Alves.
Na primeira edição, em 1979, João Machado em representação da formação dos Diabos Verdes, e foi o melhor marcador, com 18 golos. Maluca, do 1º de Maio, marcou 20 e 17 golos, em 1981 e 83, respectivamente, ao passo que Osvaldo Saturnino “Jesus”, do Petro de Luanda, rubricou 21, 22 e 19 tentos, em 1982, 84 e 85.
Túbia, Inter de Luanda, em 1986, e Mavó, do Ferroviário da Huíla, em 1987, marcaram ambos 20 golos cada. Manuel, dos “rubros e negros”, conseguiu, em 1988, 16, enquanto André, do Desportivo da Cuca, apontou, em 1989, 18.
Mona, dos “tricolores”, marcou, em 1990, 17 golos, Amaral Aleixo fez 23 ao serviço do Sagrada Esperança, em 1991, e 20 golos, pelo Petro, em 1992. Serginho, do Desportivo da Eka, que era forte nos cabeceamentos, marcou 14 e 19 golos, em 1993 e 95, respectivamente. Kanbondo, do Sonangol do Namibe, fez 16, em 1994.
Em 1996, César Caná, da Académica do Lobito, foi o melhor goleador do ano com 15 tentos, enquanto Zé Neli, em 1997, e Betinho, 1998, ambos do Petro de Luanda, marcaram 12 e 14 golos, respectivamente.
Isaac, do 1º de Agosto, marcou 16 golos, em 1999. No ano 2000, Blanchard, do Benfica de Luanda, foi o melhor, com 19. Em 2001 e 2002, Flávio Amado, dos “tricolores”, ganhou o prémio de melhor goleador, com 23 e 16, respectivamente.
André, do Inter de Luanda, marcou 12 golos, em 2003. Love Kabungula, do ASA, foi o melhor em 2004 e 2005, com 17 e 13 golos. O internacional angolano Manucho Gonçalves destacou-se em 2006 e 2007, no Petro de Luanda, com 16 e 14 golos marcados.
No ano seguinte foi superado pelo colega de equipa, Santana Carlos, com 20 tentos, e em 2019, David, também do Petro, marcou 19.
Em 2010, Daniel Mpelempele, do Kabuscorp, conseguiu o título de melhor marcador, com 14 golos. No ano seguinte, Love Kabungula voltou a destacar-se com 20. Em 2012 e 2015, Yano, do Progresso Sambizanga, foi o melhor, com 14 e 13 golos, respectivamente.
Em 2013 e 2014, Meyonge, do Kabuscorp, distinguiu-se ao apontar 20 e 17 golos. Gelson Dada, a representar actualmente, o Royal Antuérpia FC da Bélgica, em 2016, ao serviço do 1º de Agosto, foi o melhor marcador, com 23.
O brasileiro, Tiago Azulão evidenciou-se em 2017 e 2018, com 16 e 21 golos, no Petro de Luanda.Na época de 2020, quem será o melhor marcador do Girabola?

Tempo

Multimédia