Desporto

“Colossos” preparam disputa da Supertaça

Teresa Luís

As formações do Interclube e 1.º de Agosto em ande-bol sénior masculino, disputam na sexta-feira às 17h00, a 12ª  edição da Supertaça “Francisco de Almei-da”, partida a decorrer no Pavilhão Principal da Cidadela Desportiva.

1º de Agosto e Interclube prometem levar espectáculo ao pavilhão principal da Cidadela
Fotografia: José Soares | Edições Novembro

Organizada pela Federação Angolana da modalidade (FAAND), o desafio entre os “colossos” do andebol masculino marca a abertura da época 2018. Os “polícias” entram na condição de detentores do título, ao passo que os militares venceram o Campeonato Nacional e a Taça de Angola.
Feitas as apresentações, aguarda-se por um “duelo” de titãs, onde o equilíbrio vai ser a tónica dominante, face ao nível competitivo  equiparado das equipas e a constituição dos respectivos plantéis, cujos detalhes podem definir o vencedor.
Agora às ordens de Viktor Tchicolaev, os “polícias” da capital ambicionam a revalidação do título. Na edição passada, o conjunto do Rocha Pinto derrotou o 1º de Agosto, por 24-20. Sob comando técnico de Filipe Cruz, os “militares” almejam resgatar o troféu.
Por ser o início da temporada desportiva, algum nervosismo pode apossar-se dos atletas, pelo que se recomenda concentração. Nesta fase, as respectivas equipas técnicas já traçaram estratégias no sentido de alcançarem os objectivos.
Em femininos, a prova vai opor as melhores agremiações de África. 1º de Agosto e Petro de Luanda entram em cena, às 19h00, no mesmo recinto. Depois da conquista do torneio “Memorial Paulo Bunze” as “agostinas” estão determinadas a conquistar  mais um título.
Morten Soubak  conta com executantes de luxo, onde Isabel Guialo, Albertina Kassoma e Cristina Branca são as mais referenciadas. Apesar de abdicarem do torneio Paulo Bunze, as comandadas de Vivaldo Eduardo estão motivadas para defender o troféu.
Com a saída da meia-distância Manuela Paulino o grupo sofreu uma baixa na primeira linha. Aznaide Carlos, Magda Cazanga e Teresa Almeida são as unidades principais.
No ano passado, após prolongamento, o Petro de Luan-da venceu, por 25-24.
Na época passada, as pe-trolíferas conquistaram a Ta-ça de Angola e as “militares” venceram o Campeonato Nacional. A Supertaça homenageia o primeiro presidente da Federação Angolana de Andebol (FAAND), Francisco de Almeida.

Tempo

Multimédia