Desporto

Cuba assegura presença na cidade de Kumamoto

António Ferreira

A República de Cuba está de regresso ao convívio das melhores nações do andebol sénior feminino, ao qualificar-se para o vigésimo quarto campeonato do mundo, de 30 de Novembro a 15 de Dezembro, na cidade de Kumamoto, Japão. Cuba venceu o torneio de qualificação da América do Norte e do Caribe, disputado na Cidade do México, ao derrotar na final a sua similar de Porto Rico, por 27-24.

“Sete” nacional cunabo regressa na mais alta roda do andebol feminino no Japão
Fotografia: DR

Com o triunfo, Cuba regressa à montra mundialista, a quarta depois da estreia em 1999, tendo na altura terminado na vigésima primeira posição. Depois cumpriu um jejum de doze anos, marcando presença em 2011 (22º) e 2015 (23º), respectivamente.

As cubanas, note-se, na fase preliminar averbaram triunfos frente ao Canadá (30-17), Gronelândia (30-17, 25-17), EUA (27-21) e República Dominicana (30-23). A Gronelândia arrebatou a medalha de bronze, após vitória de 22-20, ante a República Dominicana.
Quinze países estão já qualificados para a competição que é selectiva à trigésima segunda olimpíada, por sinal, também em solo nipónico. A tiragem do sorteio acontece no dia 21 de Junho, em Kanze Nohgakudo, no complexo Ginza Six, em Tóquio, cuja gala deve contar com algumas das figuras mais emblemáticas da modalidade nas últimas quatro décadas.
O Japão (país organizador), França (campeã mundial em título), China, Kazaquistão, Coreia do Sul (Ásia), Angola, Senegal, República Democrática do Congo (África), Holanda, Roménia, Rússia (Europa), Argentina, Brasil, Cuba (América Central e do Sul) e Austrália (Oceânia) são os países com o “passaporte carimbado” para Tóquio, sendo que das nove vagas em aberto, oito estão reservadas para a Europa.
O Park Dome Kumamoto, com capacidade para 10 mil espectadores, é o cenário do grupo “A”, o Aqua Park Kumamoto (6.400) recebe o grupo “B”, enquanto as partidas da primeira fase dos grupos “C” e “D” serão disputadas no Kumamoto Prefectual Gymnasium (3.400).
Esta é a terceira vez que o continente asiático organiza um Mundial de Andebol, depois da Coreia do Sul tê-lo feito em 1990 e a China em 2009, países que se juntam ao Brasil - organizou em 2011 -, como os únicos não europeus a terem o privilégio de acolher o evento. O primeiro campeonato mundial da história foi disputado em 1959, na então República Federativa da Jugoslávia, com a ex-Checoslováquia a conquistar a medalha de ouro, ao bater na final a Hungria, por 7-1.

Tempo

Multimédia