Desporto

D’Agosto vence Smouha Sport Club do Egipto

Armindo Pereira

As equipas do 1º de Agosto e Associação Sportive Salé do Marrocos disputam amanhã, às 19h00, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, a final inédita da AfroLiga, em basquetebol sénior masculino, depois de passarem com brio pelos respectivos adversários, nas partidas das meias-finais.

Excelente prestação dos militares na primeira partida pode levar muitos adeptos ao Kilamba
Fotografia: Contreiras Pipas |Edições Novembro

Frente-a-frente estão uma equipa marroquina, detentora do título, e a formação militar, a mais titulada do continente, com um total de oito troféus, que vai tentar junto do seu público destronar o Sportive Salé e conquistar o nono título, que foge da sua galeria desde 2014.
Os militares carimbaram a passagem à final, ao deixar pelo caminho a forte formação do Smouha Sporting do Egipto, por 86-76, depois de um terceiro quarto irrepreensível dos rubro e negros, fundamental para a concretização do primeiro objectivo desta “final à quatro”.
Apesar de estar a jogar num reduto por demais conhecido, os pupilos de Paulo Macedo entraram para o jogo algo nervosos, cientes da importância de cometer o menor número de erros. Tal como tinha sido avançado no prognóstico, os forasteiros tomaram de assalto o rumo dos acontecimentos, ainda no primeiro quarto, que venceram por 25-20.
Muito solta na movimentação táctica, o técnico militar procurava o antídoto certo para travar a ascensão do Smouha e, aos poucos, conseguiu tirar o adversário da sua zona de conforto, com acertos defensivos. Esta postura rendeu ao 1º de Agosto a vantagem no marcador (44-37), no intervalo maior.
Paulo Macedo deu orientações expressas para evitar ao máximo os lançamentos exteriores, subiu as linhas defensivas e criou embaraços para a formação orientada por Ashrif Tawek. O 1º de Agosto venceu o terceiro quarto no parcial, por 30-17, e partiu para o derradeiro período com vantagem (74-54) relativamente folgada.
Sem precisar de aplicar-se a fundo, os militares souberam gerir a vantagem alcançada no período anterior e aplicar a primeira derrota na competição, por 86-76, ao Smouha, que vai disputar o terceiro lugar , às 16h00, com o JS Kairouan da Tunísia.

Defesa do título
No primeiro desafio do dia, Associação Sportive Salé, do Marrocos, despachou o JS Kairouan, da Tunísia, por 81-73, numa partida que dominou do primeiro ao último instante, para apurar-se para a final de amanhã.
Com 27 pontos, o norte-americano Brandon Wood foi o melhor cestinha da primeira meia-final e liderou a sua formação rumo à revalidação do ceptro conquistado na época passada. Ao intervalo, os marroquinos construíram uma vantagem acima dos dois dígitos (46-35).
Os tunisinos ainda chegaram a reduzir, no terceiro período, a diferença para três pontos (69-66), mas não foram capazes de acompanhar o ritmo do adversário, acabando por deixar-se distanciar ao longo do último período de 10 minutos.
Wood esteve bem coadjuvado por Soufiane Kourodu, autor de 20 pontos. Do lado tunisino estiveram em destaque Laurence Gilbert, com 24 pontos, e Radhouane Slimane com 21.

 

Tempo

Multimédia