Desporto

Dirigentes apresentam em breve projecto à IHF

Teresa Luís

A elaboração de um projecto a ser apresentado na sede da Federação Internacional de Andebol (IHF), visando a evolução da Selecção Nacional sénior feminina, foi sugerida pelo presidente da Confederação Africana (CAH\\+B), Manserou Aremou, durante o encontro com a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento Neto.

Moom mo omomo mom oom mo omomo mom oom omomo mom oom mo omomo mom
Fotografia: Eduardo Pedro| Edições Novembro

O dirigente da CAHB de-fendeu a importância, em conjunto com o presidente da IHF, de modo a que Angola atinja outros níveis nos Campeonatos do Mundo e Jogos Olímpicos.
“Em nome do Comité Executivo, garanto estarmos disponíveis para ir à Suíça. Angola sobrevoa o continente ou seja não tem adversários à altura. Podemos elaborar um plano e daqui a quatro anos o andebol feminino dará um salto qualitativo”, disse.
Questionado sobre o horizonte temporal para a implementação da estratégia, Manserou Aremou argumentou: “o mais importante é a que a ministra aceitou a nossa proposta. Vamos trabalhar e brevemente teremos os resultados.”
Pedro Godinho, presidente do órgão reitor da modalidade no país, mostrou-se satisfeito com a proposta apresentada pelo número um da CAHB e a reacção da titular dos Desportos.
“Esta preocupação é de alguém que segue o andebol. Somos nós que representamos o continente nos mundiais  e Jogos Olímpicos. Para alcançarmos  outro patamar, precisamos de disputar torneios na Europa onde se joga ao mais alto nível”, explicou.
Manserou Aremou regressou ontem ao Benin, após ter prestigiado a inauguração na nova sede da federação. O dirigente visitou também as instalações desportivas do 1º de Agosto e do Petro de Luanda, os maiores emblemas da modalidade a nível nacional e continental.

Tempo

Multimédia