Desporto

Djalma Campos investe no registo da memória

Honorato Silva

Galeria do Desporto é a denominação do projecto elaborado pelo futebolista angolano Djalma Campos com o propósito de preservar a memória desportiva nacional e de amigos estrangeiros que se queiram associar, através da recolha de acervo, sobretudo troféus, medalhas, camisolas e luvas.

Craque francês de 33 anos e filho de pais angolanos foi dos primeiros a juntar-se à causa
Fotografia: DR

Ainda sem clube para a época 2020/21, depois de terminar o vínculo com os turcos do Analyaspor, o avançado de 33 anos explicou ao Jornal de Angola de que forma pensa reunir pedaços da história do desporto angolano e internacional, num espaço de exposição.

“O projecto chama-se “Galeria de Desporto Djalma Campos”. Um projecto feito por mim, de raiz, a pensar no desenvolvimento socio-cultural e desportivo. Engloba uma galeria, onde estarão expostos diversos artigos, nacionais e internacionais, relativos ao desporto no geral. Terá também um auditório com capacidade para 100 pessoas e um campo multiuso. Será um lugar único para todos os angolanos e quem nos visita”, detalhou.

Pela dimensão, admitiu Djalma, o projecto carece de financiamentos. Por ser inovador, “quero que alcance o maior número de investidores, que terão a oportunidade de escrever o legado no desporto e na cultura do nosso país”.

O eventual choque com algo já existente está longe de constituir preocupação. “Este projecto foi muito bem pensado e estruturado. Se houver outros semelhantes, a sociedade e o desporto ganham. Em resumo, Angola ganha. Temos uma equipa que está a tratar do acervo. A seu tempo, todos aqueles que deixaram a sua marca no desporto angolano terão a oportunidade de ver a sua história disponível para todo o mundo”, garantiu.

Diversidade do acervo

Ser o mais abrangente e inclusivo possível é a divisa da “Galeria do Desporto”, segundo defendeu o “sub-capitão” dos Palancas Negras, na Taça de África das Nações disputada há um ano, no Egipto, com a consagração da Argélia.

“Tudo pode ser depositado, desde fotos, camisolas, luvas, bolas, troféus e medalhas. Tudo que faça parte da história. Infelizmente, face à actual situação da pandemia da Covid-19, ainda não foi possível o contacto com nenhum Ministério. Algo que espero que seja feito com alguma brevidade”.
O facto de ter jogado em Angola apenas pela Selecção Nacional é minimizado pelo filho de Abel Campos, antiga estrela do Petro de Luanda e do Sport Lisboa e Benfica:

“Sim! Estou fora do país desde a base, mas isso não me torna menos angolano. Será fácil envolver todos os desportistas de todas as modalidades. O desporto fala uma só língua. Creio que todos se vão sentir homenageados por dispor de um lugar onde os seus filhos, familiares e amigos possam ver as suas conquistas”.

Percurso dourado

Motivado por experiências do género testemunhadas no exterior, o futebolista que tem no currículo o título de Portugal ao serviço do FC Porto, disse com convicção que será uma galeria onde estará representado o passado e o presente, nacional e internacional.

“Estarão presentes o Girabola, o basquetebol, o andebol, o atletismo e as restantes modalidades masculina e feminina. Será um lugar com entradas pagas. No entanto, a essência do projecto é podermos transmitir ao mundo, a quem visita Angola, a nossa glória desportiva. Será bonito poder levar o turista a um só lugar que contempla todos os desportos angolanos. Ou até incluir no sistema de ensino como visita obrigatória. Desta forma criam-se referências, até mesmo sonhos”.

Blaise Matuidi, filho de pais angolanos, que representa a Selecção de França desde 2006, foi dos primeiros a deixar a sua marca. Enviou uma camisola da Juventus de Turim, equipa dominadora do futebol italiano, com dedicatória especial. “Para o nosso belo país, Angola”, lê-se. À guisa de conclusão, muito a puxar pelo interesse geral, Djalma assumiu a existência de bastante material recolhido.

“Temos nomes sonantes do desporto nacional e mundial. Com dedicatórias direccionadas aos angolanos em geral. Já disponibilizámos, na nossa página de Instagram, “Galeriadodesportodc”, alguns dos artigos que estarão disponíveis. Desde já convido a acederem à página e, para mais informações sobre o desenvolvimento do projecto, o nosso e-mail é Gddjalmacampos@gmail.com”.

Tempo

Multimédia