Desporto

Equipa Nacional de amputados derrota Misto luandense

A Selecção Nacional de futebol para amputados venceu, ontem, o Misto de Luanda, por 4-1, no Estádio da Cidadela, em Luanda, no quadro da preparação para a disputa do Campeonato do Mundo, a ter lugar de 24 de Outubro a 5 de Novembro, na cidade de Guadalajara, México.

 

Os golos da "equipa" nacional foram marcados por José Candeeiro, Sabino António, Laurindo Lukamba e Pedro Victor, enquanto Jelson apontou o tento da formação adversária.
Augusto Baptista "Cheto" mostrou-se satisfeito com a evolução dos atletas do combinado nacional, mas apelou para continuarem a trabalhar com afinco nos clubes.
“Foi bom o jogo de treino, porque o importante era rodar e dar ritmo ao grupo. Estamos satisfeitos com a preparação. Deu para corrigir alguns aspectos técnicos e tácticos”, disse à imprensa, para avaliar a condição dos jogadores. Na semana passada, a Selecção Nacional derrotou o Misto de Luanda, por 8-1, também na Cidadela, no distrito do Rangel.
O técnico Augusto Baptista “Cheto” dispensou o grupo para a concentração no próximo dia 10 de Setembro, em Luanda, para o início da terceira fase de preparação, antes do estágio na cidade de Joanesburgo, África do Sul. />Depois do Campeonato Nacional, que se disputa de 2 a 9 de Setembro, em Luanda, “Cheto” Baptista divulga a lista dos 14 jogadores da Selecção Nacional.
Em Joanesburgo, o combinado nacional segue no dia 20 de Setembro, onde fica até ao final do mês, regressando depois à cidade de Benguela, onde vai cumprir a quarta e última fase de preparação.
Para o palco da prova, “Cheto” Baptista vai levar 12 atletas, que serão conhecidos depois do estágio na África do Sul, onde vai tratar o processo administrativo da delegação. 
A Selecção Nacional, que é a cabeça de série do Grupo C, está no pote 1, ao lado do México, Rússia, Polónia, Turquia e Argentina, e aguarda pela realização do sorteio no dia 21 de Setembro, em Guadalajara. As inscrições para a participação no mundial encerraram ontem, de acordo com o Comité Organizador.
António Cristóvão

Tempo

Multimédia