Desporto

Equipas angolanas enfrentam candidatos ao título continental

Honorato Silva

Na primeira presença reforçada de Angola, na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, em 24 edições, 1º de Agosto e Petro de Luanda vão defrontar colossos do continente, em função do sorteio realizado ontem à noite, na cidade do Cairo, capital do Egipto.

Mongo foi determinante na eliminatória passada com a formação congolesa em Lubumbashi
Fotografia: DR

Tetra-campeões do Girabola e detentores da Taça de Angola, os militares do Rio Seco, orientados pelo bósnio Dragan Jovic, reencontram no Grupo A o TP Mazembe, favorito que afastaram nos oitavos-de-final, em 2018, no auge da campanha de sucesso sob o comando do sérvio Zoran Maki.
Representados no sorteio pelo vice-presidente para o Futebol, Paulo Magueijo, bem como o assistente técnico Untuneza Sampaio, os rubro e negros discutem igualmente uma das duas vagas da série com o Zesco United da Zâmbia, outro conhecido, e o vencedor da eliminatória entre o Zamalek do Egipto e o Generation Foot do Senegal.
A Confederação Africana remarcou para o dia 24 de Outubro o jogo da segunda “mão”, inviabilizado na data prevista, pelo facto de os egípcios terem mudado de cidade, unilateralmente, alteração que levou os senegaleses a regressarem, depois da vitória (2-1), em casa. É o segundo caso resolvido na secretaria este ano, porém, com desfecho diferente, porque o Esperance de Tunis festejou o segundo título consecutivo sem terminar a final, por abandono dos marroquinos do Wydad Athletic de Marrocos.
Pedido atendido
No regresso à elite africana, volvidos 18 anos desde o sucesso alcançado com a presença nas meias-finais, liderado pelo falecido técnico brasileiro Djalma Alves Cavalvanti, o Petro de Luanda faz, no Grupo C, a vontade a Zoran Maki, que pediu uma das equipas angolanas para o Wydad.
“Somos favoritos no grupo, mas teremos de provar isso em campo. O 1º de Agosto tem mais experiência que o Petro. Espero ser bem recebido em Luanda, sobretudo pelos amigos feitos durante o período que trabalhei no futebol angolano. Vamos nos preparar com o objectivo de fazer uma boa campanha”, reagiu o treinador da equipa marroquina.
A presença dos sul-africanos do Mamelodi Sundowns proporciona aos tricolores às ordens do espanhol Antonio Cosano o reencontro com o adversário que frustrou o sonho de disputar a final da Liga dos Campeões do plantel na altura elogiado no continente, sobretudo pelo triunfo (4-2) frente ao poderoso Al Ahly, em plena cidade do Cairo. Destacaram-se Mbiyavanga Capela e o trio formado por Gilberto, Flávio Amado e Avelino Lopes, que acabou por jogar no gigante egípcio.
O USM da Argélia, terceiro opositor na série, leva os tricolores a fazerem duas deslocações ao norte de África, compromisso que vai exigir suporte logístico reforçado, dada as longas horas de viagem. No Grupo B estão Étoile du Sahel (Tunísia), Al Hilal (Sudão), Platinum (Zimbabwe) e Al Ahly (Egipto). No D vão competir Raja de Casablanca (Marrocos), JS Kabylie (Argélia), AS Vita Club (Congo Democrático) e Esperance de Tunis (Tunísia).
Foi também sorteado ontem a última eliminatória da fase de grupos da Taça da Confederação, marcada para 27 de Outubro, a primeira “mão”, e 3 de Novembro, a segunda. Jogam Horoya (Guiné Conacri) - Bandari (Quénia), Young Africans (Tanzânia) - Pyramids (Egipto), Enyimba (Nigéria) - TS Galaxy (África do Sul), Zamalek (Egipto)/Generation Foot (Senegal) - ESAE (Benin), Asante Kotoko (Ghana) - San Pedro (Costa do Marfim), KCCA (Uganda) - Paradou (Argélia), Gor Mahia (Quénia) - DC Motema Pembe (Congo Democrático), UD Songo (Moçambique) - Bidvest Wits (África do Sul), Elect Sport (Tchad) - Djoliba (Mali), Green Eagles (Zâmbia) -HUSA (Morrocos), Cano Sports (Guiné Equatorial) - Zanaco (Zâmbia), Fosa Juniors (Madagáscar) - RS Berkane (Morrocos), Cote d'Or (Seychelles) - Al Masry (Egipto), ASC Kara (Togo) -Rangers (Nigéria), FC Nouadhibou (Mauritânia) - Triangle United (Zimbabwe) e El Nasr (Líbia) - Proline (Uganda).

Tempo

Multimédia