Desporto

Esperance de Tunis conquista única vitória em casa alheia

Honorato Silva

A jornada inaugural da fase de grupos da 24ª edição da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, disputada no final de semana, ficou marcada pela vitória (2-0) do Esperance de Tunis da Tunísia, no reduto do Raja de Casablanca de Marrocos, sem perder de vista os empates (1-1) registados nos jogos 1º de Agosto - Zesco United (Zâmbia) e USMA da Argélia - Wydad Casablanca (Marrocos).

Campeão angolano desperdiçou pontos no arranque da disputa da fase de grupos da prova
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Vencedores das duas últimas edições da prova, com a particularidade de na penúltima terem chegado à decisão do título graças a um trabalho negativo do árbitro zambiano Janny Sikazwe, que prejudicou de forma clara os militares do Rio Seco, no Estádio Olímpico de Radès, os tunisinos fizeram jus ao poderio competitivo.
Foram os únicos a triunfar na condição de visitantes, nos oito desafios realizados sexta-feira e sábado. Com golos dos inevitáveis Anice Badri (Tunísia), aos 8 minutos, e Ibrahim Ouattara (Costa do Marfim), aos 15, o colosso africano confirmou o favoritismo atribuído pela crítica, no início da defesa do ceptro, antes da presença no Mundial de Clubes, no Qatar, para o jogo de dia 14, frente ao Al-Hilal da Arábia Saudita.
A repetir o arranque de 2018, frente ao Étoile du Sahel da Tunísia, o 1º de Agosto, tetracampeão do Girabola e detentor da Taça de Angola, deixou escapar a vantagem criada por Mabululu, logo aos 8 minutos, no Estádio Nacional 11 de Novembro. O desperdício de pontos deixa a equipa rubra e negra, orientada pelo bósnio Dragan Jovic, obrigada a esmerar-se sábado, no reduto do Zamalek do Egipto.
Os marroquinos do Wydad, às ordens do sérvio Zoran Maki, ex-treinador dos agostinos, foram à cidade de Argel repartir os pontos com o USMA, no embate de titãs do Grupo C, integrado igualmente pelo Petro de Luanda e o Ma-melodi Sundowns (África do Sul), cujo frente a frente terminou em 3-0, a favor da formação de Pretória.
De regresso à competição, 18 anos depois da última presença, coroada com a disputa da meia-final, coincidentemente com o representante sul-africano, os tricolores experimentaram dificuldades na estreia entre a elite do futebol continental de clubes.
Outros triunfos foram registados nos jogos JS Kabylie (Argélia) - AS Vita Club (Congo Democrático), 1-0, Al-Hilal Omdurman - FC Platinum (Zimbabwe), 2-1, Étoile du Sahel - Al Ahly (Egipto), 1-0, e TP Mazembe (Congo Democrático) - Zamalek, 3-0, derrota que ditou o afastamento do técnico sérvio Milutin Sredo-jerevic “Micho” da equipa egípcia. Apostado em recuperar o troféu, o gigante con-golês fez um aviso à concor-
rência, no Grupo A.
Com seis vitórias e dois empates, foram marcados 17 golos, média de 2,12 por jogo, na primeira jornada. As equipas que jogaram em casa apontaram 12 tentos, contra cinco (5) das visitantes. Os grupos A e C, com cinco (5) registaram a maior produção ofensiva, seguido pelo B, quatro (4), ao passo que o D, três (3), contribuiu menos.

Candidatos controlam o comando na ronda inaugural

As equipas identificadas com a conquista do título africano estão com presença vincada no topo da classificação dos quatro grupos.
O TP Mazembe assume a primazia no A, com 3 pontos, à frente do Zesco United e do 1º de Agosto, 1, quando o Zamalek aparece na cauda, sem pontuar.
O Al-Hilal Omdurman surpreende na liderança do Grupo B, 3 pontos, os mesmos do Étoile du Sahel, na segunda posição. Com a ficha em branco ocupa o terceiro lugar FC Platinum, seguido pelo histórico Al-Ahly, do avançado angolano Geraldo, que, a servir de base de avaliação a qualidade do seu plantel, estará no topo nas próximas jornadas.
No Grupo C, o Mamelodi Sundowns ocupa o posto do “carro chefe”, com 3 pontos, vigiado pelo Wydad Casablanca e USMA, ambos com um ponto. À procura de uma campanha digna de distinção, o Petro de Luanda, surge na última posição, ainda sem qualquer registo.
Focado na conquista do terceiro troféu consecutivo, o Esperance de Tunis, 3 três pontos, está com naturalidade no co-mando do Grupo D, que tem na segunda posição o JS Kabylie, também três. AS Vita Club e Raja Casablanca estão sem pontuar.

Tempo

Multimédia