Desporto

Estados Unidos caem com estrondo diante da França

Surpresa no Campeonato do Mundo! O que muitos ansiavam aconteceu ontem. Os Estados Unidos foram afastados nos quartos-de-final da prova, ao perderem por 79-89, frente à França.

Fotografia: Dr

Em dia que se assinalou mais um de triste memória, o atentado às torres gémeas, World Trade Center, os norte-americanos, detentores do título mundial, ficaram por terra e terminaram o sonho de conquista do sexto troféu mundial.
Sem nenhuma das “estrelas” inicialmente convocadas, casos de James Harden, Stephen Curry, Kyrie Irving, Anthony Davis, os norte-americanos, orientados por Greg Popovich, foram uma selecção vulgar, e o primeiro sinal tinha sido dado diante da Turquia, com quem teve de sofrer a bom sofrer, conseguindo o triunfo somente no prolongamento de cinco minutos. Tal como se previra, os franceses, sem pressão, conseguiram a pouco e pouco levar a água para o seu moinho, e humildemente vergaram os líderes do “ranking” da FIBA.
Na pior parte da história ficam Harrison Barnes, Joe Harris, Kyle Kuzma, Brook Lopez, Khris Midleton, Donovan Mitchell, Mason Plumlee, Marcus Smart, Jayson Tatum, Myles Turner, Kemba Walker e Derrick White.
Agora, Popovich e pupilos estão relegados para a disputa das classificativas do quinto ao oitavo lugar, tendo como adversário, hoje às 12h00, a Sérvia.
A Austrália conquistou, esta quarta-feira, a última vaga nas meias-finais, ao vencer a República Checa por 82-70, num encontro que desequilibrou na segunda metade do terceiro período.
Patty Mills, com 24 pontos, seis assistências e quatro ressaltos, foi a grande figura do ‘cinco’ australiano, secundado por 14 de Chris Goulding, 10 de Andrew Bogut e nove de Matthew Dellavedova. Na formação checa, os melhores foram Tomas Satoransky, com 13 pontos, 13 assistências e nove ressaltos, enquanto Patrick Auda liderou os marcadores, com 21 pontos.
A Austrália defronta amanhã nas meias-finais a Espanha, que nesta terça-feira bateu a Polónia por 90-78. A outra meia-final vai opor a Argentina, vencedora face à Sérvia (97-87), à França, ‘carrasco’ dos Estados Unidos.
As meias-finais desta 18ª edição do Campeonato do Mundo seniores masculinos, que a China acolhe até ao dia 15, prometem ser bastante renhidas.
Os duelos entre Argentia e França e Austrália e Espanha colocam frente à frente representantes de três continentes, América, Oceania e Europa.
Anaximandro Magalhães | Beijing

Tempo

Multimédia