Desporto

Federação vislumbra “slalow” para Tóquio

Federação Angolana de Desportos Náuticos (FADEN) pretende apostar na canoagem de “slalow”, com os olhos postos nos próximos Jogos Olímpicos, depois da visita de Mike Dawson, atleta neozelandês que está no país para apresentar uma campanha sobre meio ambiente através do desporto.

Fotografia: DR

Em declarações à imprensa, Picasso Andrade, vice-presidente da FADEN, salientou que o país tem condições naturais para esta disciplina da canoagem. O campeão olímpico, acompanhado por Dewt Micheu (África do Sul) e Jake Holland (Reino Unido),  escolheram os rios Kwanza e Keve para a prática da canoagem de “slalow”.
Nesta modalidade, os remadores têm que navegar o caiaque por entre  obstáculos, usando a correnteza dos rios.
Mike aceitou um convite do Comité Olímpico Internacional (COI), em parceria com as Nações Unidas, para liderar uma campanha de sensibilização para os efeitos  nocivos do plástico nos mares e rios, sobretudo nos países onde não existe reciclagem.
 Durante a conferência de imprensa, na tenda da Baía de Luanda, onde esteve igualmente a presidente de direcção do órgão reitor, Laura Albuquerque, foi projectado um vídeo. P  odem ser vistos três atletas a navegarem, em que as belezas naturais de Angola foram destacadas.

Tempo

Multimédia