Desporto

Festival de basquetebol termina hoje na Cidadela

Armindo Pereira

A festa do basquetebol volta a estar em evidência hoje, a partir das 17h00, no Pavilhão Gimnodesportivo da Cidadela, com a realização da terceira edição do “Pura All Star Games”, Jogos das Estrelas, no segundo e último dia do evento, entre as equipas da Kianda e Matrindindi, compostas pelos melhores executantes do Campeonato Nacional, o Unitel-Basket.

Miguel Lutonda deixa o papel de treinador para lembrar os seus bons tempos como jogador
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

Pelos kiandas estão convocados os norte-americanos Curtis Allen (ASA), Andre Harris (Sport Libolo e Benfica) e Emanuel Amauris “Manny Quezada” (1º de Agosto), assim como os angolanos Fidel Cabita, Aldemiro João, Armando Costa, Mohamed Malick Cissé, Eduardo Mingas, Kambuyi Pitchou (congolês democrata do Interclube), Childe Dundão, José António, Leonel Paulo, Pedro Bastos e Reggie Moore, sendo os treinadores Paulo Macedo e Manuel Silva “Pipas”.
Pelos matrindindis, orientados por Lazare Adingono e Osvaldo Fernandes “Ndinho”, vão alinhar o norte-americano, Jekel Foster (SL e Benfica) e o cabo-verdiano Sekouba Conde (Petro de Luanda), para além de Edson Ndoniema, Sebastião Quicuambi, Islando Manuel, Mutau Fonseca, José Salvador, Alexandre Jungo, Gerson Gonçalves “Lukeny”, Abou Gakou, Olímpio Cipriano, Teotónio Dó, Hermenegildo Mbunga e Benvindo Quimbamba.

Celebridades


Ontem o destaque recaiu para a disputa de uma partida entre celebridades e figuras públicas de diferentes esferas sociais, depois dos concursos de triplos e afundanços. De um lado estiveram  os amigos do músico e dançarino Fábio Dance e do outro os do humorista Calado Show, numa partida marcada por alguma brincadeira à mistura, para a satisfação do público. 
De igual modo, estiveram em acção duas gerações distintas, uma designada equipa de Lendas, integrada por antigos praticantes acima dos 40 anos, e a outra de “Rookies” (estreantes), constituída por jogadores no activo da faixa dos 19 e 25 anos.
Nesta edição 2018, destaque para o nível de organização, marcada pela inovação em  realizar o evento em dois dias. No ano passado registou-se uma afluência acima do limite do Pavilhão da Cidadela e houve, inclusive, pessoas que ficaram no exterior com ingressos na mão, devido à situação que saiu do controlo da Refriango.

Tempo

Multimédia