Desporto

FIBA sorteia amanhã Final Four da AfroLiga na Costa do Marfim

António Ferreira

As atenções dos prosélitos da “bola ao cesto” no continente africano convergem para a cidade de Abidjan, Costa do Marfim, cenário do sorteio da “final four” da primeira edição da África Basketball League (ABL), classe sénior masculina, que acontece amanhã, na sede da FIBA África.

Fotografia: DR

1º de Agosto (Angola), Smouha Sporting Club (Egipto), Association Sportive Salé (Marrocos) e Jeunesse Sportive Kairouanaise (Tunísia) pelejam pelo ceptro continental, de 24 a 26 de Maio, em Luanda, no Pavilhão Multiusos do Kilamba.

Co-organizada pela Federação Angolana de Basquetebol (FAB) e FIBA África, a África Basketball League é a versão reformulada da então Taça dos Clubes Campeões, que no dia 24 de Maio faz disputar as meias-finais.
Os vencedores jogam para o título, no dia 26, e os vencidos, um dia antes fazem-no para o apuramento do terceiro e quarto classificados. Três formações entram para a “final four” invictas, mormente 1º de Agosto, Association Sportive Salé e Smouha SC.
Amanhã, a organização continental apresenta o quadro de árbitros internacionais nomeados para a “final four” de Luanda, bem como todos os comissários e oficiais de mesa, para além das presenças do presidente e secretário-geral da Fiba África, Hanane Niang (Mali) e Alphonse Bilé (Costa do Marfim), respectivamente.
No que a história diz respeito, Angola soma 11 medalhas de ouro e cinco de bronze em vinte e duas finais. O 1º de Agosto conquistou oito (8) taças dos clubes campeões, a primeira das quais em 2002, com vitória de 69-60 diante do Asec Mimosas de Abidjan (Costa do Marfim), bisando dois anos depois, em 2004, frente ao Abidjan Basket Club, com triunfo de 71-53.
Os rubro negros voltaram a vencer em mais seis ocasiões, ante o Petro de Luanda (61-53, 2007), Étoile du Sahel (57-54, 2008), Petro de Luanda (88-64, 2009), Condor Yaoundé (73-41, 2010), Étoile du Sahel (80-69, 68-61, 2012 e 2013).
O Petro de Luanda venceu em duas ocasiões, nomeadamente 2006 e 2015, após triunfos frente ao 1º de Agosto (76-71) e Recreativo do Libolo (89-75). O Recreativo do Libolo, cuja equipa sénior foi extinta, ergueu o troféu em (2014).

Tempo

Multimédia