Desporto

Finalistas da AfroLiga aprimoram tácticas

Anaximandro Magalhães

Em vésperas de disputarem amanhã, as meias-finais da I edição da AfroLiga sénior masculina de basquetebol, a decorrer em Luanda, até domingo, 1º de Agosto, anfitrião, Smouha Sport Club (Egipto) e Association Sportive de Salé (Marrocos) realizam hoje, no Pavilhão Multiusos do Kilamba, em horários não especificados, as penúltimas sessões de treinos para corrigir pormenores técnicos e tácticos.

Técnico Paulo Macedo e pupilos têm estado a esboçar pormenores de jogo no Kilamba
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Fora da agenda de treinos, está JS Kairouan (Tunísia), por somente hoje, às primeiras horas, desembarcar na capital angolana.
Sem muito para inovar por estar cumprida mais de metade da planificação elaborada para a época, os rubro e negros, refeitos da perda do Campeonato Nacional, para o eterno rival, Petro de Luanda, dão início ao aprumo com os habituais exercícios de alongamento sob a orientação do técnico Paulo Macedo.
Ataques cinco contra cinco, saídas em contra-ataque, procurando apanhar a defesa contrária desprevenida são tal como a defesa homem-a-homem, com recurso à capacidade de sofrimento na hora de manter inviolável o cesto da sua tabela, alguns dos detalhes agendados por Macedo.
Passes, desmarcação, bloqueio, corte, lançamento da linha de lances livres, de dois e três pontos também dominam o treino.
Antes de finalizar, os jogadores realizam o rotineiro jogo treino entre os integrantes do plantel com o propósito de o técnico principal, coadjuvado por Aníbal Moreira e Miguel Lutonda, aferir o grau de absorção dos conceitos ministrados. Eis a constituição da equipa militar do Rio Seco: Armando Costa, Carlos Cabral “Ketson” e Hermenegildo Santos “Gildo” (bases), Manny Quezada, Tárcio Domingos e Pedro Bastos (extremos-bases), Edson Ndoniema, Islando Manuel, Jilson Bango, Malick Cissé e Fidel Cabita (extremos), Felizardo Ambrósio “Miller”, Eduardo Mingas, Andre Harris e Mutau Fonseca (postes).
Trabalho semelhante ao dos rubro e negros devem fazer também as outras formações. Em Luanda, já se encontra também o secretário-geral da Fiba-África, Alphonse Bilé, devendo desembarcar hoje o presidente, Alain Ekra.
Para abertura da Final Four, às 18h00, no Kilamba, AS Salé e JS Kairouan discutem o primeiro passe. Duas horas e meia mais tarde, o 1º de Agosto decide a qualificação frente ao Smouha.
Os vencedores jogam para o título, no dia 26, e os vencidos fazem-no sábado, para o terceiro lugar.
A AfroLiga é a versão reformulada da Taça dos Clubes Campeões, prova em que o 1º de Agosto, com oito troféus, é a equipa com mais títulos conquistados.
À margem da prova, vai decorrer uma acção de formação destinada a treinadores, árbitros e dirigentes, bem como pessoas interessadas. O evento vai contar com a presença de 30 membros da Liga Norte-Americana de Basquetebol (NBA) para África e da FIBA Mundo.

Tempo

Multimédia