Desporto

Fórum reconhece estado desolador dos recintos

Armindo Pereira

A conservação e gestão das infra-estruturas desportivas espalhadas por todo país passa pela aposta na formação do ponto de vista patriótico e cívico, constatou ontem Manuel Tavares, ministro da Construção e Obras Públicas, na abertura do fórum promovido pelo Ministério da Juventude e Desportos.

Ministros da Construção e Obras Públicas e da Juventude e Desportos intervieram no evento
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Durante o encontro nacional sobre “Modelo de Gestão e Manutenção de Infra-estruturas Juvenis e Desportivas”,  que decorreu no Memorial  Dr. António Agostinho Neto, Manuel Tavares considerou  que o actual estado técnico destes edifícios é desolador, pelo facto de pouco ou nada ter sido feito para a devida conservação.
“A lição que nós tiramos , depois de muitos anos a reabilitar e a construir edificações públicas, é francamente triste. O modelo de gestão, conservação e manutenção de uma infra-estrutura tem muito a ver com o nível de consciência, e do conhecimento dos que tiveram essa responsabilidade sobre si”, referiu o dirigente.
“O Estado das Infra-estruturas Juvenis e Desportivas”, “Manutenção das Infra-Estruturas” e “Modelos de Gestão de Infra-estruturas Juvenis e Desportivas” foram os temas dos painéis debatidos pelos participantes.
O encontro juntou quadros seniores e técnicos do órgão de tutela, dirigentes  e pessoas singulares, que abordaram os distintos painéis de modo a encontrar as soluções mais adequadas, onde alguns gestores e responsáveis de infra-estruturas deram uma panorâmica geral sobre o seu funcionamento e o actual estado delas.
Lizeth Fernandes, directora Nacional de Infra-estruturas  do MINJUD, na sua dissertação apontou  a pouca experiência de gestão e manutenção, fracos recursos financeiros e humanos, difícil acesso, falta de segurança e o vandalismo como os principais factores que concorreram para o mau estado dos estádios, pavilhões e centros comunitários da juventude.
Por seu turno, o engenheiro Luís Peixoto defende que a manutenção preventiva passa pelo tratamento das redes técnicas, com realce para a drenagem adequada das águas, tendo citado as “trincas” do Estado 11 de Novembro, termo técnico que se aplica às   fissuras com tamanho fora do normal.
Durante os debates na primeira parte, várias foram as questões colocadas aos gestores do Complexo da Cidadela (Joaquim Cafuxi), Estádio 11 de Novembro (Luís Cazengue) e Casa da Juventude de Viana (Telma Castro). Foram igualmente apontadas algumas soluções possíveis.
David Costa e Gonçalo Gomes dissertaram sobre a experiência do modelo de gestão dos centros desportivos juvenis em Portugal, quer os de base quer os de alto rendimento.

Ministra pede o envolvimento de todos

A concepção de um modelo de gestão das infras-estruturas, vinculadas ao Ministério da Juventude e Desporto, não é uma tarefa fácil e de exclusiva responsabilidade do seu pelouro, defendeu a titular da pasta, Ana Paula Sacramento Neto, no encerramento do Fórum.
Ao discursar em jeito de conclusão, a ministra disse tratar-se de um compromisso que deve ser abraçado por todos, razão pela qual  houve a “prestimosa colaboração de outros departamentos ministeriais”, do sistema desportivo, especialistas de diversas áreas e líderes juvenis.
Por outro lado, garantiu que o seu ministério vai empenhar-se em fazer cumprir as recomendações deste certame, e de forma gradual implementar as mudanças necessárias.
“Quero desde já manifestar a minha satisfação, em virtude de ter notado, ao longo das sessões de trabalho deste fórum, o envolvimento dos participantes, com elevado grau de interesse e comprometimento na busca de melhores práticas, por uma gestão parcimoniosa e sustentável das infra-estruturas colocadas ao serviço da juventude e do desporto angolano”, destacou.
Ana Paula Sacramento recordou ainda que, neste momento, decorrem reformas administrativas no aparelho do Estado, as recomendações do fórum serão dinamizadas com a realização de eleições autárquicas, previstas para o próximo ano.

 

Tempo

Multimédia