Desporto

França e Brasil antecipam final no estádio “Bezerrão”

Pedro Augusto | Brasília

Franceses golearam a Espanha (6-1) e os brasileiros superaram a Itália (2-0) nos quartos-de-final do Campeonato do Mundo Sub- 17.

Anfitriões amanhã têm teste de fogo diante de opositor detentor de um ataque demolidor
Fotografia: DR

O domínio da posse de bola e eficácia no passe por parte da selecção de Itália no jogo diante do Brasil, disputado na madrugada de ontem, no Estádio Olímpico, em Goiânia, serviu para nada. Os brasileiros, mesmo dominados, foram eficazes e acabaram por vencer, por 2-0, e garantir presença nas meias-finais do Campeonato do Mundo Sub-17 de futebol.

Os golos marcados por Reis e João Peglow, aos 6 e 40 minutos, foram ouro para um grupo que demonstrou muita força mental e colectiva ante um adversário que, mesmo tendo maior posse de bola (56 contra 44 por cento) e eficácia no passe (77 contra 73 por cento), apenas em duas ocasiões rematou para o golo.
O golo madrugador dos brasileiros, aos 6 minutos, numa altura em que os jogadores ainda tinham os “motores” em aquecimento, fazia prever um Brasil dominador no Olímpico de Goiânia, o que não aconteceu.
Os italianos acabaram por segurar o jogo. Foram dominadores, quer na primeira, quer na segunda parte do último jogo dos quartos-de-final. Porém, não tiveram capacidade para fazer o que os brasileiros têm feito nos duelos no campeonato: marcar golos.
Com isso, quando se previa que a Itália, face ao controlo que tinha, fosse empatar a partida, a selecção do Brasil fez o segundo golo, pela promessa João Peglow, aos 40 minutos, e definiu o resultado.

França demolidora
Já a selecção de França, adversária do anfitrião Brasil nas meias-finais, não teve piedade da congénere de Espanha. A goleada, por 6-1, quando perdia, aos 9 minutos, golo marcado por Valera, acabou por anular o “atrevimento” dos espanhóis.
A reviravolta francesa não tardou. Kouassi e Mbuku, aos 21 e 36 minutos, trataram de colocar a selecção espanhola no devido lugar.
Lihadji (45'), Pembele (54'), Rutter (59') e Aouchiche (90+3') foram autores dos restantes golos, que confirmaram a presença dos franceses nas meias-finais do Mundial Sub-17, prova em que buscam o bicampeonato.

“Onda amarela” contagia canarinhos

A crença dos brasileiros na conquista, pela primeira vez, em casa, do Campeonato do Mundo Sub-17 de futebol, ganhou mais força na madrugada de ontem, em Angola, noite no Brasil, com a vitória do escrete canarinho sobre a Itália, por 2-0, e consequente qualificação para as meias-finais, fase em que vai ter pela frente a forte selecção de França, que “esmagou” a Espanha, por 6-1, nos quartos-de-final.
Cem por cento vitorioso na competição, venceu os 5 jogos que disputou, a excelente performance dos rapazes de Guilherme Dallo Déa deixa os adeptos brasileiros mais confiantes na conquista do tetracampeonato mundial.
A manifestação de apoio e carinho que se registou na madrugada de ontem, em Goiânia, após o triunfo da selecção brasileira sobre os italianos, é re-flexo da “onda” amarela e azul em curso no país do samba e do bom futebol.
Os brasileiros sabem que nada ainda está ganho, pois restam dois obstáculos por transpor. O primeiro, com a candidata França, acontece amanhã, às 20h00 locais (00h00 em Angola), no Estádio Walmir Bezerra “Bezerrão”, em Brasília, e caso se qualifique vai ter que superar no jogo da final, no próximo domingo, o vencedor do Holanda - México.
Nem mesmo a goleada dos franceses sobre os espanhóis (6-1) refreia o optimismo brasileiro, quanto ao apuramento e à vitória no jogo da final do próximo domingo, no Bezerrão, no Gama DF, em Brasília.

Tempo

Multimédia