Desporto

1º de Agosto estagia em Benguela

António de Brito |

A equipa do 1º de Agosto realiza a pré-temporada em Benguela, na segunda quinzena de Janeiro, depois da direcção presidida por Carlos Hendrick descartar a possibilidade de o campeão nacional de futebol trabalhar no Centro de Estágio do Algarve (Portugal), devido às condições climatéricas adversas.

Bósnio Dragan Jovic já indicou à direcção presidida por Carlos Hendrick da Silva os jogadores para tornar a equipa mais competitiva
Fotografia: José Soares

Em terras lusas regista-se queda intensa de neve, o que pode influenciar negativamente no rendimento dos jogadores, bem como nos propósitos da equipa na temporada futebolística de 2017, que passam pela conquista da Supertaça de Angola, revalidação do título do Girabola Zap,vencer a Taça de Angola e garantir um lugar na fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões.
“Em Portugal, o estágio está fora de hipótese porque está muito frio. Não faz sentido estagiarmos no frio. Esta alteração não tem a ver com problemas financeiros, como podem pensar. O ano passado trabalhámos em Luanda e nos demos muito bem”, disse Carlos Hendrick ao Jornal de Angola.
Nos rubros e negros as “oficinas” abrem na última semana do mês, com a realização dos habituais testes médicos. Depois a equipa técnica liderada por Dragan Jovic dispensa os jogadores para a quadra festiva, retomando a preparação no dia 5 de Janeiro.
Quanto à opção do estágio em terras de Ombaka, o dirigente desportivo adiantou que a cidade de Benguela dispõe de excelentes condições para efectuar uma preparação condigna. “Temos possibilidades de fazer vários jogos de controlo. Os locais de treino e de jogos são óptimos, tal como a hospedagem. Penso que não haverá razões de queixa”, garantiu Carlos Hendrick.
Em relação às contratações para o reforço do plantel, o presidente do 1º de Agosto assegurou que os jogadores indicados pelo corpo técnico já assinaram contrato de trabalho com o clube, sublinhando que os reforços são nacionais e estrangeiros. “Vamos apresentá-los em conferência de imprensa. Fizemos um bom negócio, pois são uma mais-valia para a equipa.”
Depois das transferências de Gelson Dala e Ary Papel para o Sporting Clube de Portugal, a direcção do 1º de Agosto prepara um grupo forte, capaz de competir ao mais alto nível nas provas em que estiver envolvido, como salienta Carlos Hendrick. “As nossas responsabilidades aumentaram, depois da conquista do título este ano. Temos de estar muito bem servidos em todos os sectores, para suportarmos os compromissos do próximo ano.”
O presidente de direcção do clube militar acrescentou que tem a plena certeza de que o Gelson e o Ary Papel vão fazer parte da equipa na segunda volta da Liga Portuguesa. “Ambos têm qualidades natas. Estou convencido de que vão singrar no Sporting.”

Tempo

Multimédia