Desporto

1º de Agosto visita Ombaka apostado em limpar imagem

Honorato Silva

No virar de página, depois do empate sem golos, quarta-feira na estreia, o bicampeão 1º de Agosto joga hoje às 15h00, no Estádio Nacional de Ombaka, na cidade de Benguela, apostado em reabilitar a imagem diante da Académica do Lobito, quando nos Coqueiros, Kabuscorp do Palanca e Recreativo do Libolo disputam o desafio de cartaz.

Kabuscorp e Libolo podem desfazer esta tarde a posição partilhada na tabela classificativa
Fotografia: DR

No virar de página, depois do empate sem golos, quarta-feira na estreia, o bicampeão 1º de Agosto joga hoje às 15h00, no Estádio Nacional de Ombaka, na cidade de Benguela, apostado em reabilitar a imagem diante da Académica do Lobito, quando nos Coqueiros, Kabuscorp do Palanca e Recreativo do Libolo disputam o desafio de cartaz.
A 4ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap, aberta a meio da semana com o triunfo (3-0) do Petro de Luanda, na deslocação ao terreno do FC Bravos do Maquis, coloca os militares do Rio Seco pressionados pela necessidade de conquistar a primeira vitória na prova, como forma de reparar os danos resultantes do enguiço diante do Progresso Sambizanga, equipa que, apesar de ter adoptado uma postura defensiva, mostrou ousadia na discussão dos pontos.
Na segunda aparição na prova, os detentores do título contam com um leque mais alargado de opções. O “capitão” Dany Massunguna e o criativo Buá voltam a estar à disposição da equipa técnica, cumprido o período de castigo imposto pelo elenco federativo, por faltarem à chamada do seleccionador nacional.
Fofó, avançado contratado aos sambilas, entra para as contas do jogo, depois de ter falhado a ronda anterior por acumulação de amarelos da época passada. Com isso, o “Plano B”, que deixa de fora os castigados Natael, Paizo, Geraldo e Nelson Luz, ganha músculo competitivo, pois a equipa fica mais próxima da utilizada nas Afrotaças.     
Benguela tem sido uma espécie de cidade talismã para o 1º de Agosto, por acolher pelo terceiro ano consecutivo o seu estágio de preparação. A abrangência nacional do clube rubro e negro tranquiliza a equipa às ordens do sérvio Zoran Maki, que tem tudo para se sentir em casa, a julgar pela grande massa de sócios e adeptos. 

Lição estudada

Orientada por Rui Garcia, a Académica do Lobito rejeita o papel de animador de uma eventual visita turística do candidato ao título. Os estudantes têm a lição bem estudada, sobretudo pelas anotações tiradas do último desafio do adversário, no qual o ataque acabou encalhado na teia do Progresso Sambizanga.
O aproveitamento de apenas três pontos, em nove possíveis, pode passar a imagem de baixa capacidade competitiva da formação lobitanga, mas os seus jogadores e equipa técnica estão determinados em fazer do factor casa, mesmo fora do Estádio do Buraco, um aditivo para vergar adversários mais bem apetrechados.    
No jogo de campeões, Kabuscorp e Libolo protagonizam às 17h00 um duelo entre equipas igualadas a seis pontos, na tabela classificativa, com a balança a pender ligeiramente para a formação do Palanca. O técnico Sérgio Traguil já pode contar com o camaronês Aruna e o argentino Calero, cujos certificados internacionais chegaram à Federação.
Em fase de desinvestimento, a equipa da vila de Calulo visita Luanda com as atenções postas na conquista de pontos. Kito Ribeiro, treinador em ascensão nos últimos três anos, preparou uma equipa com argumentos para vergar o Kabuscorp em pleno Municipal dos Coqueiros.
Em Cabinda, o Sporting leva as emoções do Girabola ao município de Buco Zau, ao receber o JGM do Huambo, às 15h00, no estádio Buco Mabele. Pela série de resultados, os anfitriões são favoritos à conquista da vitória.
No outro desafio agendado para hoje, o Sagrada Esperança procura em casa, diante do Recreativo da Caála, marcar o primeiro golo no campeonato e, consequentemente, fazer a sua estreia nas vitórias. A presença na cauda da classificação inquieta o técnico Ekrem Asma, que procura entender a razão do desacerto da equipa.
Amanhã, na conclusão da jornada, o Cuando Cubango FC recebe o Interclube, que quer desfazer a parceria na liderança proposta pelo Petro de Luanda. O Progresso Sambizanga defronta o Desportivo da Huíla e o 1º de Maio de Benguela mede forças com o Domant FC.

Tempo

Multimédia