Desporto

Angola disputa vaga com Mali e Senegal no Pré-Olímpico

Armindo Pereira|Dakar

A Selecção Nacional sénior feminina de basquetebol vai defrontar as similares do Senegal e Mali, adversários do Grupo B, no Torneio Africano de Pré-qualificação para os Jogos Olímpicos de Tóquio'2020, a decorrer de 14 a 17 de Novembro, em local a indicar, ditou o sorteio realizado sábado último, em Dakar, capital do Senegal.

Apolinário Paquete enfrenta tarefa complicada na disputa
Fotografia: Kindala Manuel | Edições Novembro

O país sede será anunciado nos próximos dias. O Grupo A é composto pela Nigéria, Moçambique e Congo Democrático. Os seis primeiros classificados do Afrobasket 2019 disputam entre si a qualificação, no sistema de todos contra todos a uma volta.
O vencedor do Grupo A enfrentará depois o segundo no Grupo B, enquanto o vencedor do Grupo B enfrentará o segundo no Grupo A.
Os dois vencedores deste emparceiramento vão representar o continente no Torneio Olímpico de Qualificação da FIBA, ao lado de outros 14 países dos outros continentes, repartidos em quatro grupos, em Fevereiro do próximo ano. De acordo com explicações do director regional da FIBA África, Alphonse Bilé, as duas selecções africanas vão estar no mesmo grupo.
“Cada grupo vai comportar quatro selecções e as duas selecções africanas vão figurar na mesma série. Os três primeiros são qualificados para Tóquio. Isso abre possibilidades de termos dois representantes, o que no meu entender é satisfatório”, analisou. Angola volta a medir forças com Senegal e Mali , depois do Afrobasket que encerrou ontem.
A cerimónia contou igualmente com a presença de Aníbal Manave, novo presidente da FIBA África, além de membros do Bureau Central e das distintas Federações Nacionais.

Nigéria revalida título

A Nigéria revalidou o título de campeã africana, ao derrotar o Senegal, por 60-55, na Arena Dakar, na final da 24ª edição do Campeonato das Nações em sénior feminino, Afrobasket'2019, e soma o quarto troféu no seu historial.
As anfitriãs conseguiram recuperar de uma desvantagem de 11 pontos, no último quarto, mas foram pouco consistentes e deixaram escapar o título. Para a atribuição do terceiro lugar, o Mali superou, por 66-54, a selecção de Moçambique.

Tempo

Multimédia