Desporto

Bianchi está satisfeito com apoio do público

Roberto Bianchi, técnico dos Palancas Negras, reconheceu ontem no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, que foi difícil o apuramento diante dos Escorpiões do Madagáscar, para a fase final do Campeonato Africano das Nações (CHAN), a ter lugar em Janeiro, no Quénia.

Atletas festejaram a qualificação com o técnico nos braços
Fotografia: José Cola | Edições Novembro

“É uma emoção muito grande, passarmos para a fase final do CHAN. Não foi fácil, mas com trabalho, sacrifício e humildade conseguimos o objectivo”, declarou o seleccionador na entrevista rápida.
Sobre os Escorpiões, Bianchi considerou que é um conjunto que nunca deu costas à luta, com jogadores astutos e bem dotados individualmente.
“Tivemos um adversário que joga bem a bola, com atletas que desequilibram no ataque. Sabíamos que iríamos sofrer para vencer e alcançar a qualificação”, realçou.    
O seleccionador nacional felicitou o público, pelo apoio prestado aos Palancas Negras no triunfo e consequente apuramento para a fase final do CHAN que vai decorrer nas  cidades quenianas de Kisumi, Kasarani, Mombasa e Nairobi.
“Agradeço aos adeptos que atenderam à nossa solicitação, porque durante o jogo tivemos alguns momentos difíceis e puxaram pela equipa nacional. Esta vitória é de todos os jogadores da Selecção Nacional. Angola precisava desta alegria e todos juntos conseguimos os objectivos”, concluiu.
O CHAN é reservado a atletas que jogam no continente. Em 2011, a Selecção foi finalista derrotada pela Tunísia, no Sudão, enquanto no ano passado os Palancas Negras foram afastados da fase de grupos, no Ruanda.



Tempo

Multimédia