Desporto

Estrelas Negras do Ghana preparam recepção a Faraós

António de Brito |

Kwesi Appiah, seleccionador de futebol do Ghana, convocou 23 jogadores para o último jogo qualificativo do Grupo E do Mundial de 2018 contra o Egipto, no próximo mês.

Conjunto do Ghana falha presença na Rússia e cumpre apenas formalidade nesta jornada
Fotografia: Issouf Sanong | AFP

O jogo entre os Estrelas Negras do Ghana e os Faraós do Egito vai disputar-se em Cape Coast, a 12 de Novembro, anunciou a Federação Ghanense de Futebol (GFA), em comunicado.
O resultado do jogo servirá apenas para registo, porque o Egipto conquistou o único lugar do grupo que dá acesso ao Mundial. A GFA declarou que o seleccionador deve, contudo, utilizar o jogo para avaliar o desempenho da equipa. Segundo o comunicado da GFA, o capitão Asamoah Gyan retomou o seu lugar na selecção, depois de ter falhado os dois últimos jogos da equipa, devido a lesão. Contudo, o médio do Atletico de Madrid, Thomas Partey, que foi “capitão” na ausência de Asamoah Gyan, está suspenso por acumulação de cartões amarelos. A equipa continua igualmente sem os irmãos Ayew (Andrew e Jordan).
O Egipto lidera o Grupo com 12 pontos, seguido pelo Uganda com oito, enquanto o Ghana tem seis e o Congo um. O seleccionador belga da equipa nacional de futebol da Costa do Marfim, Marc Wilmots, divulgou uma lista de 25 jogadores para o jogo contra  Marrocos, a 11 de Novembro próximo, em Abidjan, para a sexta e última jornada das eliminatórias de apuramento para o Mundial de 2018, na Rússia.
Costa do Marfim e Marrocos decidem a qualificação neste jogo. Marrocos, líder do grupo, precisa apenas de um empate para estar no Mundial do próximo ano.
A Costa do Marfim participou nos Mundiais de 2006 (Alemanha), 2010 na África do Sul e 2014 no Brasil, ao passo que Marrocos esteve nos de 1970 e 1986 no México, de 1994 nos Estados Unidos e de 1998( França).
Por outro lado, o seleccionador interino da equipa nacional de futebol do Mali, Mohamed Magassouba, convocou 23 jogadores para defrontar a similrar do Gabão, na mesma data, em Libreville.

Tempo

Multimédia