Desporto

Filemon recomenda cautelas na abordagem

António de Brito

À procura da oitava participação no CAN do Egipto, a Selecção Nacional de Futebol de Honras joga amanhã uma cartada decisiva diante da congénere do Botswana e Romeu Filemon, antigo seleccionador, recomenda uma abordagem prudente para garantir o objectivo de apuramento à maior “montra” continental, depois de ter competido pela última vez na África do Sul, em 2013.

Para atingir a tão ambicionada qualificação, os Palancas Negras têm a obrigação de vencer as Zebras, pois o empate não serve para as suas aspirações. Em declarações ao Jornal de Angola, Romeu Filemon mostrou-se confiante e recomenda aos jogadores entrega total na abordagem ao jogo.
“A nossa equipa tem de ser bastante astuta do primeiro ao último minuto. Neste tipo de jogo é importante o equilíbrio do ponto de vista psicológico e emocional. Se esses pressupostos forem acautelados, vamos seguramente ultrapassar o Botswana”, assegurou o treinador. />Romeu Filemon sublinhou ainda que as ausências de Mateus Galiano (por acumulação de cartões amarelos) e Gelson Dala (a contas com uma lesão) podem criar algumas dificuldades do ponto de vista dos automatismos, mas os técnicos sabem com que “linhas se cozem” para fechar a campanha com vitória.
“As chamadas de Wilson Eduardo, Igor Vetokele e Chico vão dar outra acutilância ao combinado nacional. Os atletas convocados para ambas as posições não irão defraudar a aposta do seleccionador”, acrescentando que Angola é claramente favorita.

Tempo

Multimédia