Desporto

Kabuscorp regressa às vitórias frente ao Sagrada

António de Brito

O Kabuscorp do Palanca regressou às vitórias ontem na competição, ao derrotar o Sagrada Esperança, por 2-0, no Estádio Municipal dos Coqueiros, no encerramento da 10ª jornada do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap, com os palanquinos a garantirem os três pontos na etapa inicial.

Nari, defesa-central dos palanquinos, abriu o marcador da equipa às ordens de Jorge Traguil
Fotografia: Eduardo Pedro|Edições Novembro

Apostado em vencer o jogo, o Kabuscorp entrou motivado e passou a incomodar constantemente a baliza adversária, com cruzamentos perigosos. Na sequência de um livre marcado por Dário, o central Nari surgiu na área para inaugurar o placar, aos quatro minutos. Com maior posse de bola, a equipa de Jorge Traquíl sempre andou à procura do segundo golo, que viria a acontecer através de Ebongá, aos 25 minutos. O Kabuscorp não ganhava há duas jornadas no campeonato.
Na recepção ao Recreativo da Caála, o 1º de Maio de Benguela foi pouco simpático, após goleada ontem sobre o Recreativo  da Caála, por 4-1, no Estádio Edelfride da Costa Palhares “Miau”. Os proletários treinados por Agostinho Tramagal não venciam há cinco jogos no campeonato. Apesar da vitória, o 1º de Maio continua na penúltima posição da classificação, totalizando 9 pontos.
Com dois golos em cada metade do desafio, os anfitriões marcaram por intermédio de  Cristiano (4'), Mona ( 22') e Márcio Luvambo (60' e 67'), ao passo que o golo de honra do Caála foi apontado, por intermédio de Careca, aos 71 minutos.
Na formação do Huambo, o técnico David Dias não encontra o caminho das vitórias, depois da derrota caseira diante do 1º de Agosto (2-0), voltou a escorregar na deslocação à cidade de Benguela.
A Académica do Lobito continua imbatível em casa. Ontem, os estudantes lobitangas receberam e venceram o Cuando Cubango FC, por 1-0, no Estádio Municipal do Buraco. Cadu, marcou de penalty o golo da vitória, aos 98 minutos.Com este resultado, a Académica do Lobito retoma o segundo lugar da competição, somando 17 pontos. O conjunto adversário continua sem vencer fora de casa.
No sábado, na abertura da jornada, o clássico 75 entre o 1º de Agosto e o Petro de Luanda terminou empatado sem golos, no Estádio Nacional 11 de Novembro. A divisão de pontos acaba por penalizar o bicampeão nacional, que se atrasa na perseguição ao quinteto da frente. Com este resultado, o 1º de Agosto continua na 14ª posição, com 9. Já o Petro de Luanda ocupa a quinta posição, com 14 pontos.
Com passada de campeão, o Interclube impôs a primeira derrota caseira ao Sporting de Cabinda, vencendo por 3-1, no Estádio Mbuco Mabele, reforçando a liderança isolada do campeonato. Os polícias estão a 14 pontos do detentor do título, 1º de Agosto, e a oito do Petro de Luanda. Excelente percurso dos pupilos de Paulo Torres, que perseguem o terceiro “caneco”, depois dos feitos alcançados em 2007 e 2010.
O FC Bravos do Maquis conseguiu um triunfo apertado sobre o Progresso Sambizanga, por 3-2, o Estádio Mundunduleno, quebrando o enguiço de dois jogos sem vencer no campeonato. Em casa, os maquisardes não venciam em quatro desafios, enquanto os sambilas intercalam bons e maus resultados.
No Estádio Municipal de Calulo, o Recreativo do Libolo mantém a invencibilidade, apesar da igualdade sem golos, frente ao Domant FC do Bengo. A formação do Cuanza Sul há três jornadas, que não vence nem perde. Na prova, o conjunto de Bula Atumba consente o terceiro empate, sendo o segundo na condição de forasteiros.

JGM continua sem vencer   
Depois do afastamento do treinador Águas da Silva, por força dos maus resultados, o JGM continua sem ganhar na competição. Na estreia de José Luís Borges, a formação do Huambo empatou (1-1) diante do Desportivo da Huíla, no Estádio dos Kuricutelas.
Dos nove jogos disputados, o JGM tem um registo de três empates e seis derrotas, tendo um jogo em atraso com o 1º de Agosto, referente à sétima jornada da prova.

Tempo

Multimédia