Desporto

Namíbia desiste do desafio com Angola

António de Brito

O jogo entre as selecções de Angola e da Namíbia em Sub-23, já não acontece amanhã, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em partida referente à primeira “mão” da segunda eliminatória de apuramento para o Campeonato Africano das Nações (CAN/2019), a disputar-se no Egipto.

A Namíbia anunciou ontem a sua desistência da prova de apuramento, alegadamente por razões financeiras.   Contactado pelo Jornal de Angola, Artur Almeida, presidente da Federação Angolana de Futebol (FAF), lamentou o sucedido, depois de ter recebido um telefonema do secretário-geral da Confederação Africana de Futebol (CAF).
“A Namíbia desistiu do jogo com  Angola. Recebi a comunicação hoje (ontem) via telefone do secretário-geral da CAF. A notícia deixa-nos triste, porque tínhamos tudo preparado para fazer o jogo. Vamos passar a mensagem aos jogadores e equipa técnica”, disse o dirigente desportivo.   Na terceira eliminatória, a Selecção Nacional Olímpica enfrenta a África do Sul, com a primeira mão a ser disputada no dia 18 de Março, em Luanda. O jogo de resposta acontece a 23 do mesmo mês, em Joanesburgo.
Instado a comentar sobre o conjunto adversário, Artur Almeida mostrou-se confiante no apuramento da Selecção Nacional, apesar de o jogo afigurar-se difícil. “Estou convencido de que vamos conseguir a qualificação. Estamos com um grupo forte. Penso que com o trabalho que a equipa técnica tem vindo a implementar, vamos seguramente garantir o apuramento. Respeitámos a África do Sul, mas não a tememos”.
O trio de arbitragem dos Camarões, chefiado por BlaizeYuven Newa, bem como o comissário ao jogo de Moçambique, Carlos Francisco Come, desembarcam esta manhã, em Luanda. “Os árbitros e o comissário ao jogo estão a caminho de Luanda. Não tínhamos como os avisar. É uma situação lamentável”, referiu Artur Almeida. Apesar do imprevisto, Pedro Gonçalves e pupilos retomam a preparação esta manhã, no Estádio Nacional da Cidadela Desportiva.

Tempo

Multimédia