Desporto

Palancas Negras finalizam preparação para o CHAN

António de Brito |

Com os trabalhos de casa concluídos, a Selecção Nacional de Honras de futebol realiza hoje, às 16 horas, no Estádio Nacional da Cidadela, a antepenúltima sessão de treino, com o técnico Srdjan Vasiljevic a privilegiar a revisão dos fundamentos tácticos, para que o conjunto angolano apareça em perfeitas condições no Campeonato Africano das Nações (CHAN), a decorrer de 13 de Janeiro a 4 de Fevereiro, em Marrocos.

Seleccionador pretende realizar mais dois jogos amistosos para ter o conjunto bem afinado
Fotografia: M. Machangongo | Edições Novembro

No seu entender, Srdjan Vasiljevic sente que os jogadores ainda não atingiram a forma  desportiva ideal, no que toca à leitura e interpretação do jogo, elementos essenciais para o alcance dos objectivos na prova continental.
Depois de ter fracassado no Ruanda em 2016, a Selecção Nacional aspira como meta, na terceira presença no CHAN, o apuramento para a fase seguinte da competição. Quando faltam 12 dias para o jogo de estreia no Grupo D do CHAN, frente à congénere do Burkina Faso, Srdjan Vasiljevic faz os retoques necessários na equipa, com a finalidade de começar da melhor forma o seu percurso de dois anos no comando técnico dos Palancas Negras.
Apesar de se registarem progressos nalguns sectores da equipa, o conjunto angolano parte para o CHAN com uma gritante falta de jogos de controlo. Durante a preparação em Luanda, a Selecção Nacional efectuou apenas um amigável, tendo vencido por 3-0 o Domant FC de Bula Atumba, do Bengo. Para consolidar os automatismos, o treinador sérvio pretendia fazer três a quatro jogos de preparação, sendo que o segundo acontece no dia 9, frente à Guiné Conacri, na cidade de Casablanca, Marrocos.

Desafios de preparação

Em declarações ao Jornal de Angola, Silvestre Pelé, técnico-adjunto da Selecção Nacional, destacou a importância do jogo particular contra o Sily National da Guiné. “Este desafio veio mesmo a calhar, porque precisamos de dar suporte competitivo aos jogadores. Um jogo não nos permitiu limar na totalidade algumas arestas. Vamos aproveitar ao máximo o amigável com a Guiné Conacri, para aparecermos bem diante do Burkina Faso”, salientou ex-treinador da Académica do Lobito.
Silvestre Pelé referiu ainda que a Guiné Conacri tem a mesma forma de jogar dos  burquinabes. “O estilo de jogar dos guineenses não foge muito ao do Burkina Faso. Vamos ser rigorosos na observação dos pontos fortes e fracos da selecção adversária. Estou convencido de que vamos fazer um bom CHAN”, garantiu o adjunto de Srdjan Vasiljevic.
Quatro dias depois do jogo com o Burkina Faso, a Selecção Nacional enfrenta os Camarões e fecha a primeira fase no dia 24 diante do Congo Brazzaville. “Adversários de reconhecida capacidade. Sabemos das dificuldades a encontrar, vamos procurar dar o nosso melhor em todos os jogos. Temos um objectivo a alcançar no torneio, que visa a qualificação para a outra fase”, garantiu Silvestre Pelé.

Internacionalização

Dos 23 eleitos, oito vão fazer a primeira internacionalização ao serviço da Selecção Nacional, casos de Rui, Fofó, Kaporal, Gui, Lito, Medá, Almeida e Chiló.
O guardião do 1º de Maio de Benguela, Rui, garantiu que sempre trabalhou para constar dos eleitos para o CHAN de Marrocos. “Estou feliz e louvo a Deus por fazer parte dos 23. Vou continuar a trabalhar, para responder a qualquer solicitação da equipa técnica”, disse, sublinhando que o grupo está galvanizado para não defraudar as expectativas dos amantes da modalidade. “Este é o espírito que nos move, apesar de termos começado tarde a preparação. Em duas semanas de trabalho, conseguirmos superar algumas deficiências”, revelou.
Do ponto de vista administrativo e financeiro, a Federação Angolana de Futebol (FAF) tem reunidas as condições, para que a viagem da Selecção Nacional a Marrocos aconteça no domingo em voo de carreira da Royal Air Marrocos.
Às ordens de Srdjan Vasiljevic estão os seguintes jogadores: Landu, Jotabé e Rui (guarda-redes); Nari, Mira, Wilson, Tó Carneiro, Lito, Medá e Depaizo (defesas); Celson Barros, Paty, Mano Calesso, Almeida, Gui, Manguxi, Herenilson, Chilo, Vá e Job (médios); Fofó, Moco e Kaporal (avançados).

Tempo

Multimédia