Desporto

Petro procura igualar 1º de Agosto na liderança

Honorato Silva |

O Petro de Luanda pode voltar a criar um quadro de igualdade no comando do Campeonato Nacional de Futebol da I Divisão, Girabola Zap, em caso de vitória hoje frente ao FC Bravos do Maquis, mercê do empate (1-1) do 1º de Agosto ontem na deslocação ao reduto do Interclube, na partida de destaque da 27ª jornada da prova.

Fotografia: Edições Novembro |

Empenhados em pôr termo ao jejum de títulos que dura já há sete anos os tricolores do Eixo Viário, orientados pelo hispano-brasileiro Roberto Bianchi, entram como favoritos hoje às 17h00, no Estádio Nacional 11 de Novembro, apesar de esperarem enfrentar dificuldades redobradas diante da formação maquisarde, ainda à procura de pontos para permanecer no principal escalão do futebol angolano..
A perda de pontos dos militares do Rio Seco serve de motivação para o Petro de Luanda no que resta da discussão pelo título, pois pode ficar igualado apesar da desvantagem no critério de desempate. A possibilidade de voltar a estar ombro a ombro com o arqui-rival na tabela classificativa, serve de tónico para os tricolores.
Com Zeca Amaral na condução técnica, um conhecedor dos segredos da competição, daí os dois títulos consecutivos conquistados ao serviço do Recreativo do Libolo, o FC Bravos do Maquis está em Luanda determinado em regressar ao Luena com pontos na bagagem. A vitória, ou na pior das hipóteses o empate, é tudo o  que os maquisardes perseguem na visita ao “campeão dos campeões” do futebol nacional.
Em Calulo, província do Cuanza-Sul, jogam Recreativo do Libolo e Académica do Lobito.
Na outra partida agendada para hoje, o Recreativo do Libolo recebe às 15h00 no Estádio Municipal de Calulo a Académica do Lobito. A formação do Cuanza-Sul, já desmobilizada da corrida ao título, é favorita frente aos estudantes lobitangas.

Domínio dos polícias
Ontem, no tão aguardado reencontro entre polícias e militares, uma semana depois de terem empatado no mesmo recinto, a uma bola para a primeira “mão” da Taça de Angola, a igualdade a um golo para cada lado voltou a ser o desfecho, numa tarde em que o Interclube esteve alguns furos acima do 1º de Agosto. O árbitro Paulo Talaia não validou um golo aos anfitriões, num lance regular.
Aflito na parte baixa da tabela, o ASA derrotou o JGM, por 2-1, o Santa Rita de Cássia empatou em casa (1-1), diante do Sagrada Esperança. Na abertura da jordana, 1º de Maio e Kabuscorp do Palanca não passaram do (1-1), enquanto o Desportivo vergou em Luanda o Progresso,por 2-1.

Tempo

Multimédia