Desporto

Presidente da República felicita campeãs africanas de andebol

João Dias

O Presidente da República, João Lourenço, felicitou ontem, em Luanda, as atletas de andebol feminino do 1º de Agosto pela quinta conquista consecutiva da Taça dos Clubes Campeões Africanos de Andebol, disputada de 17 a 29 de Outubro, na cidade de Abidjan, Costa do Marfim.

Penta-campeãs africanas de andebol com o Chefe de Estado nos jardins da Cidade Alta
Fotografia: Francisco Bernardo | Edições Novembro

Ao dirigir-se às penta-campeãs, à direcção do clube, representada por Carlos Hendrick, e à ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula do Sacramento, além de encorajar o desenvolvimento do desporto no país, o Presidente congratulou-se com o gesto do clube, que se deslocou ao Palácio Presidencial para lhe entregar o troféu.
O Presidente da República recebeu das mãos da capitã da equipa militar, Elizabeth Cailo, o troféu conquistado na 40ª edição da Taça dos Clubes Africanos. Num gesto de encorajamento, João Lourenço reconheceu que “ser penta-campeã africana não é fácil, trata-se de uma obra resultante de muito esforço, muito trabalho, preparação e muito treino”.
O Presidente  disse espera que o exemplo das atletas do 1º de Agosto seguido por boa parte dos angolanos e que cada um seja campeão na sua área de trabalho.
“Vocês são campeãs porque procuraram a excelência. Procuraram dar o vosso melhor, que é  jogar andebol. Que os outros angolanos, ali onde estiverem, na obra ou na repartição pública, no cumprimento do seu dever, das suas obrigações, procurem ser campeãs como vocês são”, disse.
No salão Nobre do Palácio Presidencial, onde decorreu a cerimónia, o Presidente da República estendeu as felicitações à Selecção Nacional de Futebol para Amputados, que se sagrou campeã mundial no México.
“Coincidentemente, a escassos dias da comemoração de mais um aniversário da nossa Independência, o nosso país tem o privilégio de acolher não apenas as penta-campeãs, mas também a outra equipa campeã mundial de futebol em muletas”, realçou o Chefe de Estado, para quem, embora não estivessem presentes, merecem felicitações.
João Lourenço, num tom de encorajamento, disse que a proeza das andebolistas tem galvanizado a equipa de futebol masculina, que felizmente nos últimos anos tem brindado os adeptos do 1º de Agosto e o país, de uma forma geral, com vitórias, “a última das quais, embora no registo tenha saído como derrota, para nós foi uma verdadeira vitória, na medida em que jogamos para merecê-la”.

Tempo

Multimédia