Desporto

Srdjan Vasiljevic elogia postura dos jogadores

António Cristóvão

O técnico dos Palancas Negras, Srdjan Vasiljevic, de 45 anos, exaltou ontem a atitude dos jogadores após o triunfo por 4-1, sobre a similar da Mauritânia, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, pontuável para a terceira jornada do Grupo I da campanha de apuramento à fase final da Taça de África das Nações (CAN), a disputar-se de 15 de Junho a 13 de Julho do próximo ano, nos Camarões. 

“Sinto-me honrado de ter conduzido a vitória dos Palancas Negras diante deste público maravilhoso. São rapazes muito bons. Muito obrigado aos jogadores. O mérito é só deles”, exteriorizou visivelmente satisfeito.
Apesar da vitória, Vasiljevic reconheceu que é preciso corrigir alguns erros antes do desafio de terça-feira à noite no Estádio Olímpico de Noauckchott.
“Estou muito satisfeito com o resultado, mas existem muitas coisas que devemos corrigir”, realçou o treinador.
Questionado sobre o jogo da próxima terça-feira, o seleccionador nacional, como tem sido hábito disse que espera por uma partida difícil.
“Não quero prometer nada. Só posso dizer que os jogadores devem dar o seu máximo. Temos de correr, lutar e demonstrar desejo e vontade de querermos ganhar. O resultado será aquilo que deve ser”, finalizou.

Técnico da Mauritânia
acredita na vitória

O treinador da Mauritânia, Corentin Martins da Silva, 49 anos, admitiu que já tinha uma excelente referência dos Palancas Negras antes do encontro.
“Já sabia que a Angola tinha jogadores com qualidade, com técnica refinada, mas nós é que não conseguimos alterar o jogo do adversário. Cometemos muitos erros para uma equipa que quis vencer”, reconheceu.
O luso-francês contou na conferência de imprensa que vão trabalhar com algumas cautelas, para ganhar o desafio em casa.
“Vamos continuar a trabalhar para conseguirmos a qualificação. Vamos esquecer este jogo. Vamos corrigir as coisas más que fizemos”, sublinhou.

Tempo

Multimédia