Desporto

Wilson Eduardo aguarda pela autorização da FIFA

António Cristóvão

O avançado Wilson Eduardo, do Sporting de Braga, continua em dúvidas para o jogo de domingo, às 16h00,  com o Burkina Faso, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, para a quinta e penúltima jornada do grupo I de apuramento para a fase final da 32ª edição da Taça de África das Nações (CAN), de 15 de Junho a 13 de Julho de 2019, nos Camarões.

Palancas Negras exibem descontração e alegria confiante nos rostos durante os treinos
Fotografia: Contreiras Pipas | Edições Novembro

A Federação Angolana de Futebol (FAF), que já deu a entrada do processo do atleta à FIFA, e aguarda pelo deferimento da entidade mundial, de acordo com fonte do Gabinete Técnico das Selecções Nacionais. Wilson Eduardo, alinhou pela selecção Sub-21 de Portugal, mas nunca representou a Selecção de Honras daquele país.
Devido a esta questão administrativa, o técnico Srdan Vasiljevic tem trabalhado limitado com o dianteiro nalguns processos de jogo. Apesar desta situação, o seleccionador nacional tem já praticamente definida a equipa provável, para este domingo no Estádio Nacional 11 de Novembro.  
Os Palancas Negras realizam hoje, às 15h30, a penúltima sessão de treino no Es-
tádio  França “Ndalu”, onde o corpo técnico volta a aprimorar a finalização e as variantes do sector defensivo. No mesmo recinto, ontem à tarde, Srdan Vasiljevic afinou os esquemas tácticos com várias paragens, principalmente durante as transições da defesa para as acções de ataque e contra-ataque rápidos.
Ary Papel, do 1º de Agosto, abandonou ontem o treino mais cedo, por queixar-se de  dores na coxa direita, enquanto Vá (Petro de Luanda) assistiu toda a preparação no banco de suplentes, devido um sintoma gripal. Para o médico da Selecção Nacional,  Pedro Miguel, os futebolistas foram retirados da preparação por precaução. 
“Vá está com um síndrome gripal e não tinha condições para participar no treino. Ary Papel está com uma mialgia na coxa. Tem treinado normalmente com o grupo, por isso, é que temos de tomar algumas precauções”, esclareceu. 
Os Palancas Negras ocupam a terceira posição do grupo, com seis pontos, menos um que os Cavalos na segunda com sete.  Jean-Jacques Ndala Ngambo, árbitro da República Democrática do Congo (RDC), indicado pela Confederação Africana de Futebol (CAF) para apitar o desafio chega esta tarde a Luanda.
No mesmo voo, da companhia sul-africana, desembarcam os árbitros assistentes Olivier Safari Kabene (RDC) e Yahaya Mahamadou (Níger), bem como o quarto juiz Malala Kabanga Yannick também da RDC. O comissário ao jogo, Adalberto Luís Fonseca Catambi, de São Tomé e Príncipe, foi o primeiro a escalar ontem à tarde a capital.

Tempo

Multimédia