Desporto

Geraldo fecha plantel tricolor

António de Brito |

O plantel do Petro de Luanda para a próxima época está praticamente fechado, com a contratação por duas temporadas, com outra de opção,  do internacional angolano Geraldo ao Goianense, da Série B brasileira.

Depois da pior campanha no Campeonato Nacional da primeira divisão da época passada petrolíferos voltam a traçar objectivos vitoriosos
Fotografia: José Soares

A direcção presidida por Tomás Faria apresenta nos próximos dias em conferência de imprensa as quatro contratações para a temporada que se avizinha, bem como o substituto do técnico Alexandre Grasseli. Trata-se, além de Geraldo, de Fabrício e Miguel ( ex-Sport Luanda e Benfica), Hélio Roque (ex-Kabuscorp do Palanca) e do treinador hispano-brasileiro Beto Bianchi.Miguel é o regressa ao clube que o catapultou em 2013 para o futebol profissional. O futebolista representou por uma época o AS Limassol, do Chipre.
O sector atacante do Petro de Luanda é reforçado com a contratação de Fabrício e Geraldo, ambos goleadores com créditos confirmados. No centro da defesa, Hélio Roque é seguramente uma grande ajuda para um sector que na época transacta revelou fragilidades.
Na ala esquerda, Miguel pode acabar com as inquietações verificas na temporada passada nesta posição, pois trata-se de um futebolista com larga experiência, que actuou sempre naquela ala e sabe defender e atacar. A abertura das oficinas é na próxima semana, com a realização dos  habituais exames médicos  e dos testes físicos dois dias depois.
A formação do Eixo Viário, à semelhança da época passada, estagia a partir de Janeiro durante 25 dias, em Joanesburgo.
Os tricolores tiveram na temporada passada a pior classificação de sempre no campeonato, oitavo lugar, com 38 pontos.
O clube, fundado há 34 anos, venceu 15 vezes o Girabola, dez Taças de Angola e seis Supertaças.

Tempo

Multimédia