Desporto

Germaine Mason morre na Jamaica

O britânico Germaine Mason, medalha de prata no salto em altura nos Jogos Olímpicos de Pequim’2008, morreu ontem na Jamaica, o seu país de nascimento, na sequência de um acidente de moto.

De acordo com a comunicação social jamaicana, o ex-atleta, de 34 anos, perdeu o controlo do veículo e não resistiu aos ferimentos, tendo comparecido no local várias personalidades desportivas locais, entre as quais o velocista Usain Bolt.
“Todas as pessoas que trabalharam com Germaine estão, naturalmente, consternadas com esta notícia trágica. Enviámos as nossas condolências à família e aos amigos de Germaine, bem como à comunidade do atletismo, nesta hora difícil”, disse o director executivo da federação britânica, Niels de Vos.
Pedro Pablo Pichardo, de 23 anos, detentor da quarta melhor marca da história do triplo salto (18,08 metros), desapareceu da concentração da selecção cubana, na cidade alemã de Estugarda - onde preparava os Mundiais de Londres -, correndo o rumor de que o seu desaparecimento não será mais do que um acto de deserção. Caso se confirme a fuga do saltador, Pichardo junta-se a lista de atletas que decidiram desertar do país em busca de novas oportunidades.

Tempo

Multimédia