Desporto

Ginastas conquistam nove medalhas no “Zonal Cinco”

Um total de nove medalhas, cinco de ouro, três de prata e uma de bronze, era até ontem o saldo das Selecções Nacionais de ginástica nas especialidades de tumbling, duplo mini, trampolim, artística, rítmica e aeróbica cuja disputa do Campeonato Africano na Zona Cinco  termina hoje, na cidade de Pretória, África do Sul.

Novos talentos da ginástica são lançados no campeonato
Fotografia: António Soares| Edições Novembro| Cabinda

Motivados com as conquistas, os atletas ambicionam aumentar a safra. Além de Angola, participam na prova as similares do Botswana, Namíbia, Moçambique, Congo Democrático, Lesotho, Swazilândia, Zimbabwe e a anfitriã.
Sofia Coqueiro, Alice Tomás, Nkumba Francisco, Nádia Paulo, Eunice Ferreira, Evaudina Severino, Florência Missende, Elizabeth Mangundo, Junaria Dundão, Weza Paulino (feminino), Xavier Bernardo, Domingos Muatxicumba, Evaristo Tchikungu, Daniel Cassule, Kiala Sucami,  Eduardo Chipilica e Zingui Joaquim (masculino) são os atletas que integram as distintas selecções.
A delegação chefiada pelo vice-presidente da Federação Angolana de Ginástica (FAG), Jesus dos Santos,  conta ainda com os técnicos Maria da Graça, Agostinho Sungo, Xungo Moque, Gomes de Oliveira e  Cláudio Costa.
O Zonal é, segundo o presidente da FAG, Auxílio Jacob, uma oportunidade para os novos atletas se estrearem internacionalmente.
“Isto  deixa-nos tranquilos, pois a base da Selecção para Tóquio' 2020 está assegurada”.
Para o Zonal de Pretória, durante 20 dias os ginastas projectaram a prova no Centro de Alto Rendimento da província de Malanje. “A julgar pelos indicadores dos técnicos,  vamos alcançar os objectivos traçados”, disse Auxílio Jacob.

Tempo

Multimédia