Desporto

Governo da Huíla apoia o Desportivo

Arão Martins | Lubango

Numa altura em que o Desportivo da Huíla pede apoios financeiros, o governo provincial propõe-se minimizar os custos com o pagamento da arbitragem e a importação do equipamento do clube retido há um ano em Portugal, por falta de dinheiro.

Fotografia: DR

A garantia foi dada pelo governador, Luís da Fonseca Nunes, no primeiro encontro com os membros de direcção do clube, assistido pela direcção da Associação Provincial de Futebol (APF).
O governador garantiu ainda o pagamento dos custos relativos aos treinos e jogos oficiais da época futebolística 2018/2019, no estádio do Ferrovia.
A transferência das 6 famílias que ergueram as suas residências ao redor do estádio do Ferrovia, é outra solução imediata proposta pelo governo local a ser resolvida, para evitar embaraços, já que os inspectores da FAF condicionam o seu uso por este facto, que consideram como risco. O recinto é palco dos jogos oficiais do Desportivo. A recuperação do estádio da Nossa Senhora do Monte é outra acção que pode contar com a participação do go-verno provincial.
Ezequias Domingos, director administrativo e financeiro do Desportivo, disse ao Jornal de Angola que a falta de dinheiro é algo que afecta quase todas as colectividades desportivas. “Sabemos que o futebol de alta competição não se faz com os bolsos vazios. O Desportivo da Huíla tem pontos fortes e fracos.
Por este facto é preciso potenciar os aspectos fracos,  para realizar uma caminha-da com segurança no Girabola, que começa a 27 do mês em curso.

Tempo

Multimédia