Desporto

Grandes estão ausentes da Taça dos Campeões

Anaximandro Magalhães

Pela primeira  vez, de modo simultâneo,  1º de Agosto e Petro de Luanda estão de fora da corrida à conquista do título de campeão africano sénior masculino de basquetebol, cuja disputa da 31ª edição da Taça decorre até 20 deste mês, na cidade de Radès, Tunísia.

Maiores rivais desportivos de Angola falham prova africana
Fotografia: Santos Pedro|Edições Novembro

Sport Libolo e Benfica, detentor dos direitos desportivos do Recreativo do Libolo, campeão nacional, e Interclube, finalista vencido na Taça de Angola, são os dois representantes angolanos na segunda maior competição do calendário de provas da FIBA-África.
Desde que ambos clubes deram início ao périplo africano, nunca tinham ao mesmo tempo ficado arredados da Taça dos Clubes Campeões Africanos, prova com 46 anos de história.
A alteração dos moldes de apuramento não permitiu sequer aos dois colossosmarcar presença no Torneio Zonal. Na temporada transacta o Petro foi segundo o 1º de Agosto terceiro, posições que os afastou do torneio qualificativo.
Criado apenas este ano, o Sport Libolo procura repetir o feito alcançado em 2014, pelo Recreativo, ano da única conquista. Na edição passada, os libolenses na altura orientados pelo espanhol Hugo López ficaram no segundo lugar, após derrota na final, por 66-68, diante dos egípcios do Al Ahly.

Tempo

Multimédia