Desporto

Hamilton e Vettel levam despique para o México

Altino Vieira Dias

O périplo pelas Américas continua. Agora passou para o outro lado da fronteira.

Lewis Hamilton vai tentar colocar hoje ponto final nas contas do título mundial de pilotos
Fotografia: DR

Das terras do “rap” às da “tequilla”. No México, poderemos ter  hoje uma corrida mais emocionante, a julgar pelo nível da feita nos EUA, onde Raikkonen, Verstappen, Hamilton, Vettel e Bottas disputaram a corrida até à última volta.
Max Verstappen foi o último vencedor do GP do México e conseguiu dar uma volta de avanço a Lewis Hamilton, um facto inimaginável antes da corrida. Max deseja repetir tal feito, apesar da inferioridade de potência em relação à Mercedes e à Ferrari. Mas será capaz? Saliente-se que no ano passado ele só conseguiu vencer a corrida devido ao toque que Vettel deu em Hamilton, que os levou a caírem para os últimos lugares na corrida. Este último, que adora o país, tudo fará para entrar na célebre lista dos vencedores do GP do México como o escocês Jim Clark, o francês Alain Prost, e o inglês Nigel Mansel, cada com duas vitórias.
No últimos GP realizados no circuito Hernandes Rodriguez,  os ferraristas Vettel e Raikkonen não têm sido bem sucedidos, mas, a julgar pelo ritmo que a Ferrari apresentou em Austin, não existe nenhuma dúvida de que eles terão algo a dizer.
O primeiro quer vencer para continuar a alimentar o sonho do penta, e o segundo para terminar em grande no seu último “GP do México como piloto da Ferrari”. Raikkonem está bem galvanizado, depois da vitória no último Grande Prémio, que se disputou nos Estados Unidos da América. 
 Apesar de não ter um carro vencedor, o piloto mexicano Sérgio Pérez, da Force India, poderá ter algo a dizer na sua terra natal, pois, a par de Kevin Magnussen, da Haas Racing Ferrari; Fernando Alonso (McLaren Renault);  Nico Hilkenberg e Carlos Sainz Jr ( Renault), é um dos pilotos que está na luta pelo sétimo lugar no campeonato. Nos Estados Unidos da América, o piloto não foi além de um 7º lugar. Mas nos seus domínios deseja fazer algo de especial e quem sabe, até lutar pelo pódio, já que é o visitante, porque Hamilton, Vettel, Raikkonen, Bottas, Verstappen e Ricciardo já são da casa (normalmente estão no pódio). O primeiro poderá não alongar mais a questão do título no Brasil. Então, esperemos para ver o que acontece no circuito Hernandes Rodríguez.

Pérez confiante
O piloto Sergio Pérez que hoje corre em casa, está muito entusiasmado com a temporada de 2019 e com os ganhos que a Force India pode ter, graças ao grande investimento feito pelos novos donos. “O interesse de todos na equipa, inclusive do dono, é que tenhamos muito sucesso. Se o Lance Stroll vier, não vai mudar isso.
Para isso, precisamos que ambos os carros estejam a cem por cento e que nos desenvolvamos tão rápido quanto possível. Para isso, precisamos da melhor performance possível. Se ele chegar à equipa, vai ter um grande ambiente, uma grande equipa, com grandes pessoas e engenheiros, onde ele vai crescer muito.
Penso que todos nós já temos a orientação, apenas nos falta o orçamento e penso que podemos ser uma grande surpresa no campeonato do próximo ano”, disse o piloto ao RaceFans.

Tempo

Multimédia