Desporto

Huambo e 1 de Junho na decisão do título

António Cristóvão

Misto do Huambo e 1 de Junho decidem hoje, às 9h30, o troféu de campeão da 13ª edição do Campeonato Nacional de futebol para amputados, no Estádio de São Filipe, na cidade de Benguela, em jogo de acerto à primeira jornada.

Fotografia: José Soares |Edições Novembro

A agremiação do Planalto Central está na primeira posição da tabela classificativa, com dez pontos, e no segundo lugar com menos um encontra-se a formação da capital do país.
Para se sagrar campeão nacional, o Huambo precisa apenas de empatar, ao passo que o conjunto de Luanda tem de triunfar. Um desafio onde o 1 de Junho quer desforrar-se da derrota frente ao adversário para a Supertaça.
Esta partida foi adiada na ronda de abertura, no dia 8 deste mês, para as equipas disputarem a Supertaça, vencida pela formação do Planalto Central, que bateu o conjunto de Luanda, por 4-2, no campo do Novo Campismo, em Benguela.
A Supertaça, que marca a abertura da época, foi disputada antes do início do Campeonato Nacional.
Ontem, para 5ª e última jornada, o Huambo goleou o Kadhafi FC, por 4-0, no Estádio de São Filipe, com “bis” de João Chiquete. Wilson e Daniel marcaram os outros golos.
O 1 de Junho enfrentou imensas dificuldades para vencer o Misto de Malanje, por 3-2, com golos de Francisco Amaro, Eno Guilherme e Gelson André. Domingos Luzidio e Jeremias Manuel apontaram os tentos dos malanjinos.
Na conclusão da jornada, o Misto de Benguela surpreendeu e venceu o 3 de Dezembro, por 3-2. Pelos anfitriões marcaram Hilário Cufula, Pedro Vicente e Rafael Lundumba. Moisés Cazar bisou pela equipa do Moxico.
Francisco Amaro, do 1 de Junho, comanda a lista dos artilheiros, com cinco golos, seguido pelo companheiro de equipa Eno Guilherme e João Chiquete (Misto do Huambo), ambos com quatro.

Tempo

Multimédia