Desporto

Ícones do basquetebol com mais representações

Job Franco

Os antigos basquetebolistas Jean Jacques, Ângelo Victoriano e Carlos Morais são os atletas com mais presenças em Campeonatos Africanos das Nações “Afrobasket”, com dez participações cada.

Fotografia: DR

Com menos uma internacionalização destacam-se os postes Eduardo Mingas (1º de Agosto) e Leonel Paulo (Petro), ao passo que os ex-bases Aníbal Moreira, David Dias e o extremo Olímpio Cipriano representaram oito vezes o combinado nacional.
Carlos Almeida, Víctor de Carvalho, Joaquim Gomes “Kikas”, Reggye Moore (ASA) Felizardo Ambrósio e Armando Costa, ambos da equipa militar do Rio Seco, totalizam sete representações em provas continentais.
José Carlos Guimarães, Miguel Pontes Lutonda e Yanick Moreira marcaram presença seis vezes em Campeonatos Africanos. O jogador com mais medalhas conquistadas é Ângelo Victoriano: oito de ouro e duas de bronze.
Seguem-se Jean Jacques, com sete de ouro e duas de prata, Carlos Almeida (sete de ouro), David Dias (seis e duas de bronze), Víctor Carvalho (seis e uma de bronze) e Kikas (seis e uma de prata).
Na sétima, oitava e nona posições do quadro geral de medalhas conquistadas por competição continental estão Aníbal Moreira (cinco de ouro, uma prata e duas de bronze), Herlânder Coimbra (cinco de ouro) e Miguel Lutonda (cinco e uma de bronze).
Nelson Sardinha, Víctor Muzadi e Olímpio Cipriano (quatro de ouro), Edmar Victoriano “Baduna” (quatro de ouro e uma de bronze), Eduardo Mingas (quatro de ouro e duas de prata), Armando Costa e Carlos Morais, que arrebataram ambos quatro de ouro e duas de prata, ocupam a 10ª, 11ª, 12ª, 13ª, 14ª, 15ª e 16ª posições da classificação por medalhas.

Campeonato do Mundo

O atleta com mais presenças em Campeonatos do Mundo, Eduardo Mingas, comanda o grupo com cinco, ao passo que Víctor de Carvalho, Kikas e Olímpio Cipriano representaram o país quatro vezes. Com três participações em provas organizadas pela Federação Internacional da modalidade (FIBA) aparecem o secretário de Estado para o Desporto, Carlos Almeida, os treinadores-adjuntos da equipa sénior masculina do 1º de Agosto, Jean Jacques, Aníbal Moreira, Miguel Lutonda, tal como Paulo Macedo, técnico nas camadas de formação dos rubro e negros, Ângelo Victoriano e Carlos Morais.

Jogos Olímpicos

Nos Jogos Olímpicos, Ângelo Victoriano volta a destacar-se, tal como Víctor de Carvalho, com quatro participações. Carlos Almeida, David Dias, Aníbal Moreira, Herlânder Coimbra e Edmar Victoriano “Baduna” tornaram-se nos segundos angolanos com presença em jogos olímpicos. Jean Jacques, José Carlos Guimarães, Benjamim “Avô”, Benjamim Romano, Lutonda, Victor Muzade, Kikas, Eduardo Mingas, Olímpio Cipriano e Abdel Boucard, todos disputaram duas vezes o torneio olímpico.

Tempo

Multimédia