Desporto

Impasse mantém adiado começo da competição

Armindo Pereira

O arranque da 42ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol continua sem data prevista, depois de a reunião de hoje, para encontrar soluções, entre representantes dos clubes e direcção da Federação Angolana da modalidade (FAB) terminar infrutífera, na sede da entidade.

Basquetebolistas, treinadores e adeptos estão ávidos de viver as emoções dos confrontos
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Durante hora e meia de conversa, dirigentes do Petro de Luanda, 1º de Agosto, Vila Clotilde e Interclube e o elenco federativo não encontraram uma solução viável. Prevista para começar hoje, o futuro da competição continua incerto face à dívida do órgão reitor para com os árbitros, estimada em mais de cinco milhões de kwanzas.
À saída do encontro, os mandatários das agremiações da capital mostraram-se algo agastados, pelo facto de o presidente da FAB, Hélder Cruz "Maneda", ter estado ausente. De acordo com o director para o basquetebol do 1º de Agosto, Joaquim Gomes "Kikas", os mandatários do responsável máximo da entidade reitora da modalidade não apresentaram qualquer proposta que fosse ao encontro das expectativas. 
"O que viemos tratar acabou por não ser tratado: a data exacta para o arranque do Campeonato Nacional. Era suposto encontrar-se uma solução para o impasse, mas acabamos por sair daqui sem conclusões sobre o futuro da presente época", lamentou o antigo internacional angolano.
Os principais candidatos ao título manifestaram a intenção de fazer o pagamento parcial dos prémios de jogo dos árbitros, nas partidas da presente época em que estiverem engajados . No entanto, todas as soluções apresentadas pelos clubes, segunda ainda Kikas, nunca tiveram uma contraproposta por parte de quem dirigia a reunião.
Contrariamente ao que estava previsto, a dívida da FAB contraída a época passada acabou por estar no centro das discussões, para insatisfação dos representantes dos clubes. "Esta é uma questão alheia aos clubes. Nós queremos ter a competição a decorrer. As equipas estão a preparar-se há muito tempo, temos salários para pagar, existem investimentos avultados, e este impasse pode traduzir-se em prejuízo", desabafou Kikas.
O vice-presidente para o Basquetebol do Interclube, Miguel António "Camulogi" considera que Hélder Cruz minimizou a "gravidade da situação", ao não fazer-se presente ao debate. Na sua opinião, os representantes denotaram algum receio de apresentar propostas, por temerem serem posteriormente vinculados a uma possível tomada de decisão.
O arranque estava previsto para ontem, com a participação das equipas do 1º de Agosto, Petro de Luanda, Vila Clotilde, Universidade Lusíada, Interclube, Desportivo Kwanza, Marinha e ASA. 

Colossos procuram patrocinador para arbitragem

Os candidatos ao título da 42ª edição do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol decidiram procurar um patrocinador, para custear parte das despesas relacionadas com o prémio dos árbitros nesta época, cujo arranque está condicionado, devido à dívida contraída pela Federação.
A informação foi avançada, ontem ao Jornal de Angola, pelo vice-presidente para o Basquetebol do Petro de Luanda, Artur Barros. A decisão saiu de uma concertação entre a agremiação tricolor, 1º de Agosto e Interclube.
Estas agremiações mostraram-se disponíveis para pagar o prémio dos homens do apito. No entanto, ASA, Vila Clotilde, Universidade Lusíada e Desportivo Kwanza alegam não ter condição financeira para suportar este encargo, e ameaçam abandonar a competição, caso a exigência seja a solução encontrada.
“ Pelo amor ao basquetebol temos algumas soluções em manga. Só precisamos de algum tempo para, juntos, tentar resolver o problema e sair desse buraco. Os grandes não têm esse problema. Por isso, estamos solidários a ajudar aqueles que não podem. Mas, para tal precisamos de ser informados. Nesta altura, queremos ver a bola no ar”, argumentou.
Para Artur Barros, a falta de comunicação continua a ser um dos maiores problemas do actual elenco federativo.

Tempo

Multimédia