Desporto

Infantino pretende avaliar estado do futebol

António Cristóvão

O suíço-italiano Gianni Infantino, 48 anos, presidente da FIFA, visita Angola antes do final deste ano, confirmou ontem ao Jornal de Angola, Artur Almeida e Silva, número 1 da Federação Angolana de Futebol (FAF), após o regresso de Zurique, Suíça, onde manteve um encontro com o responsável máximo da entidade mundial da modalidade  na semana passada.

Apoio ao desenvolvimento do futebol jovem no país é um dos focos da deslocação
Fotografia: DR

“É para breve. O presidente Gianni Infantino está interessado em vir para Angola, ainda nos próximos meses. Temos vários “dossiers” para consertar a nível da FAF e com Estado angolano, com a perspectiva de assumir um papel diferente do exercido no passado, na nossa região e em África”, disse. 
O presidente da FAF referiu que a visita do responsável máximo da FIFA enquadra-se no projecto de desenvolvimento do futebol jovem no país. “Vamos aproveitar no máximo a sua visita, de modo a galvanizar os projectos que temos para o futuro do futebol jovem e suas infra-estruturas. Penso que podemos ganhar muito com a sua visita”, sublinhou Artur Almeida e Silva. 
O dirigente acrescentou que Gianni Infantino anunciou que está  disponível para  colocar a primeira pedra para a edificação do primeiro Centro de Treinamento das Selecções Nacionais.
Questionado se seria as actuais instalações do “Quintalão” do São Paulo, no Distrito Urbano do Rangel, em Luanda, o presidente da FAF disse desconhecer o que se vai fazer com aquele recinto desportivo. “Pensávamos que podíamos iniciar com o campo do São Paulo, para o Centro de Treinamento das Selecções Nacionais jovens, mas infelizmente ainda não temos nada avançado”, destacou Artur Almeida e Silva.    
A direcção da FAF está à procura de um sítio para erguer futuramente as instalações do primeiro Centro de Treinamento para as Selecções Nacionais.
“Estamos a desenvolver mecanismos para identificar um local, para o presidente da FIFA fazer o lançamento da primeira pedra para a construção do centro”, esclareceu. 
Artur Almeida e Silva, que esteve a semana passada em Zurique, foi convocado pelo presidente da FIFA para uma abordagem sobre o estado actual da modalidade no país.
Nesta temporada, cujo calendário sofreu alteração por orientação da Confederação Africana de Futebol (CAF), a Selecção Nacional Sub-17 apurou-se para o Campeonato Africano das Nações (CAN), a ter lugar no mês de Maio de  2019, na Tanzânia.
Por outro lado, os Palancas Negras procuram a oitava participação na fase final da 32ª edição da Taça de África das Nações (CAN), a decorrer de 7 a 30 de Junho de 2019, nos Camarões.
Nas competições por equipas, o 1º de Agosto decide neste sábado, às 17h00, diante do TP Mazembe, da República Democrática do Congo, o apuramento para as meias-finais da Liga dos Clubes Campeões Africanos. 
A FIFA está a realizar uma auditoria ao passivo e às actividades da FAF, iniciada em 2017. Enquanto estiver  a decorrer, o país fica privado de receber qualquer subsídio adicional do organismo reitor do futebol mundial. A entidade encomendou à empresa PWC para auditar as contas do seu filiado.
Gianni Infantino, que sucedeu Joseph Blatter, venceu as eleições na segunda volta no mês de Fevereiro de 2016, ao amealhar 115 votos contra 88 de Salman Bin Al-khalifa, ao passo que Ali Al-Hussein recebeu apenas quatro. Infantino foi ex-secretário-geral da UEFA.

 

Tempo

Multimédia