Desporto

Inter perde a liderança na ponta final da primeira volta

António de Brito

Com um percurso arrasador, o Interclube perdeu a liderança do Girabola nas três últimas jornadas do fim da primeira volta, após empate (1-1) diante do Recreativo do Libolo e as derrotas frente ao 1º de Agosto (1-0) e Petro de Luanda (2-1).

Pedro é o melhor marcador dos Polícias com sete golos
Fotografia: Vigas da Purificação| Edições Novembro

Durante a prova, a formação da Polícia Nacional viu serem-lhe retirados três pontos pelo Conselho Técnico da Federação Angolana de Futebol (FAF), por força da desistência do JGM do Huambo, alegadamente por dificuldades financeiras.
Dos 42 pontos possíveis, o conjunto afecto ao Ministério do Interior arrecadou 26, tendo um registo de oito vitórias, dois empates e quatro derrotas. Marcou 20 golos e sofreu dez.
Na condição de visitada, a equipa de Paulo Torres venceu cinco jogos e perdeu dois, frente ao FC Bravos do Maquis (1-0) e 1º de Agosto, por idêntico resultado. Fora de portas, o Interclube ganhou três jogos, empatou dois e perdeu igual número. Comparativamente aos jogos caseiros, o leme orientado pelo antigo internacional português, apontou dez golos e consentiu sete. Apesar de uma primeira volta promissora, Alves Simões, presidente de direcção do Interclube, diz que a sua equipa não é candidata à conquista do título.
“Nunca assumimos esta pretensão no campeonato. Estamos a fazer aquilo que nos compete”, garantiu.
Na presente época futebolística, o Inter é das equipas do Girabola a que mais se reforçou, mas Alves Simões não abre o jogo.
“Nem sempre que se reforça o plantel, temos de assumir publicamente que seremos campeões. É perfeitamente normal, as equipas contratarem jogadores”, acrescentando que a formação da Polícia Nacional vai continuar a fazer o seu campeonato.
No ano passado, à saída da primeira volta do campeonato, o Interclube ocupava a oitava posição, com 15 pontos, após cinco vitórias e seis empates.A competir há vários anos no Girabola, o Interclube colecciona dois títulos ganhos em 2007 e 2010. 
                                                                                                               

Tempo

Multimédia