Desporto

Interclube e ASA no duelo de cartaz

Armindo Pereira

O desafio entre Interclube e ASA, agendado para hoje, às 18h00, no Pavilhão 28 de Fevereiro, é o de maior cartaz na disputa dos quartos-de-final da 40ª edição  do Campeonato Nacional sénior masculino de basquetebol, no sistema de play-off, a melhor de três partidas.

Manuel Sousa “Necas” vai tentar tirar partido do factor casa
Fotografia: Contreiras Pipa | Edições Novembro

Advinha-se uma partida renhida do princípio ao fim, pois as duas equipas melhoraram as suas prestações na recta final da fase regular da competição, sobretudo nos encontros com os principais candidatos ao título.
Os “polícias” conseguiram impor a segunda derrota ao líder da competição, 1º de Agosto, na última jornada da quarta volta, ao passo que os aviadores venderam cara a derrota para o Libolo, na meia final da Taça de Angola, ao perder pela margem mí-nima, quer na primeira quer na segunda mão.   
Apesar de jogar em casa, Manuel Sousa “Necas” e pupilos sabem das cautelas que precisam de ter diante dos aviadores. A equipa do aeroporto, orientada por Carlos Dinis, desloca-se ao reduto contrário com o objectivo de surpreender e começar da melhor maneira a eliminatória.
No Dream Space, outra partida, que vai suscitar o interesse dos aficc0ionados da modalidade, coloca frente a frente Sport Libolo e Benfica e Desportivo da Marinha, com favoritismo teórico dos “encarnados de Calulo”.
Perder não faz parte das cogitações de Raul Duarte, pois a meta passa por disputar a final, apesar dos problemas que o clube atravessa desde meados da presente época. A derrota na final da Taça de Angola foi um dos percalços do Libolo e, nesta altura,  nada mais resta senão virar as baterias para o Campeonato Nacional. 
Sem nada a perder, a jo-vem equipa da Marinha vai procurar jogar de igual para igual, em busca de mais um feito. Criar embaraços aos crónicos candidatos é uma das suas marcas. Walter Costa, timoneiro da equipa satélite do Clube Central das Forças Armadas, acredita numa boa prestação dos seus rapazes.   
O Petro de Luanda recebe, às 18h00, no Pavilhão Arena do Kilamba, a modesta formação da Universidade Lu-síada. Com maior ou menor dificuldade, os tricolores vão cumprir com o objectivo: a vitória.
Caberá à equipa treinada por Manuel Silva “Gi” equilibrar ao máximo, e perder pela menor margem de pontos, embora não esteja descartada a possibilidade de haver uma inversão de prognósticos.
No Pavilhão Victorino Cunha, à mesma hora, o líder 1º de Agosto recebe o Helmarc Academia,  equipa que no ano de estreia conseguiu se manter entre as oito primeiras classificadas e fez história.  
As equipas voltam a jogar esta quinta-feira e em caso de igualdade, em termos de vitórias, recorrer-se-á a um  terceiro jogo de desempate, marcado para sábado.

Tempo

Multimédia