Desporto

Jonas enluta futebol petrolífero e do país

Morreu na madrugada de terça-feira, em Luanda, o antigo internacional e ex-capitão do Petro de Luanda Jonas, vítima de Acidente Vascular Cerebral (AVC).

Fotografia: DR

De 46 anos, Carlos Emanuel Lima “Jonas”, que representou também o 1º de Agosto, era, até à data da sua morte, responsável máximo do Departamento de “Scouting” do Petro de Luanda, segundo a área de comunicação do clube tricolor.
Jonas marcou uma “geração” no Petro de Luanda com jogadores como Guedes, Minhas, Bodunha, Zico, Cacharamba e Avelino Lopes. O atleta passou ainda pelo Independente do Tômbwa (Namibe). Integrou também a Selecção Nacional que conquistou a primeira Taça Cosafa para o país, em 1999, sob a batuta do também já falecido treinador brasileiro Djalma Cavalcante.
Em declarações ontem à Rádio Nacional de Angola (RNA), o bispo emérito da Diocese de Benguela, D. Óscar Braga, lamentou a partida inesperada do antigo jogador dos Palancas Negras e enalteceu as suas qualidades como homem de bem “durante a peregrinação na Terra”.

Tempo

Multimédia