Desporto

Judocas retidos regressaram ao país

António Cristóvão

Os atletas da Selecção Nacional de Judo retidos durante quatro dias no aeroporto de Casablanca, Marrocos, por terem perdido o voo de ligação entre Túnis-Casablanca-Luanda regressaram na madrugada de ontem ao país.

Acácio Quificussa conquistou uma medalha de bronze
Fotografia: Mota Ambrósio | Edições Novembro

Tratam-se dos judocas Acácio Quificussa “Bebe Água Kereducho”, Edmilson Pedro, Diassonema Mucungui “Neidy” e Rosa Prudente.
Os atletas saiam da cidade de Túnis, Tunísia, sem nenhum dirigente da Federação Angolana de Judo (FAJ), onde competiram na 39.ª edição do Campeonato Africano Sénior, em ambos os sexos, que foi disputado de 11 a 15 deste mês, no Pavilhão do Palácio dos Desportos.
Durante a competição africana, “Bebe Água Kereducho" conquistou uma medalha de bronze na categoria dos menos de 73 quilos, enquanto Nair Garcia, sub-capitão da Selecção Nacional, ocupou o 5.º lugar  na prova dos menos de 60 kg.
Já na competição de repescagem, Edmilson Pedro, dos menos de 66 kg, ocupou a sétima posição.    
No africano de Túnis, Angola ocupou a 9.ª posição do quadro geral ao conquistar uma medalha de bronze. O campeonato foi dominado pela Tunísia com seis de ouro, quatro de prata e seis de bronze.
Na 39.ª edição do evento, competiram 116 judocas femininos e masculinos de 25 países. Angola esteve presente com apenas três judocas.

Tempo

Multimédia