Desporto

Juventus foi a principal vítima na Champions

A contratação de Cristiano Ronaldo pela Juventus traz vantagens óbvias, como o incremento natural de qualidade, dedicação suprema e experiência em vários domínios, mas também outros aspectos que podem passar despercebidos aos menos atentos.

Guarda-redes Buffon não vai ser colega do Melhor do Mundo
Fotografia: DR

É que a principal vítima do avançado, de 33 anos, nas competições europeias é... a Juve, que sofreu dez golos do internacional português. Nas duas últimas temporadas, o clube bianconero teve CR7 como carrasco na prova que há muito procura conquistar, a Liga dos Campeões. Em 2017, cedeu na final diante do bis do português e na época passada caiu nos quartos-de-final com aquela bicicleta do outro mundo na memória. Mas agora, o técnico Massimiliano Allegri já dorme descansado.

Novos rivais cheios de medo

Só daqui a semana e meia (26 Julho) se conhecerá o calendário da edição 2018/19 da Série A, mas os guarda-redes dos adversários da Juventus certamente já tremem.
Em 24 partidas contra formações italianas nas competições europeias – ao serviço de Sporting,  Manchester United e Real Madrid, Ronaldo marcou 18 vezes. A Juve, como se disse, é a principal vítima (dez), seguindo-se a Roma (cinco), AC Milan (dois) e Inter (um).
Apenas o Nápoles, entre os clubes transalpinos que Ronaldo defrontou, é que conseguiu escapar. E duas vezes. Um feito que é de salientar, já que pelos merengues Ronaldo encarou 34 clubes nas provas europeias e só quatro fugiram à sua fúria goleadora: os napolitanos e ainda o Barcelona, o Dínamo Zagreb e o Legia Varsóvia.

Tempo

Multimédia